A Redação no Vestibular da Unicamp 2018 – Proposta 1

Em 2018, mais uma vez a Unicamp pediu que os candidatos desenvolvessem duas propostas de redação. Na primeira, um fenômeno infelizmente bastante popular nos últimos anos, algo definido como “pós-verdade”, foi o tema. Vejamos do que trata o conceito e relembremos a proposta:

Fonte: https://www.projetoagathaedu.com.br/imagens/blog/redacao-unicamp/proposta-unicamp12018.png

Os dois textos motivadores da primeira proposta de redação da Comvest em 2018 estavam imbuídos do mesmo teor e objetivo: definir o termo “pós-verdade” e estabelecer o quanto a “moda” é maléfica e perturbadora. No primeiro, uma charge dá conta de demonstrar o posicionamento de uma parcela da população, que prefere acreditar no que acha e no que corrobora seu ponto de vista do que no fato. O segundo faz a mesma coisa, com mais alguns detalhes e exemplos, mais especificamente no campo político.

Depois de uma leitura atenta dos textos motivadores, é necessário compreender e executar bem as tarefas exigidas pelo gênero, que são detalhadas sempre no início da proposta. Desta vez, o aluno deveria escrever um texto/roteiro para ser lido em voz alta em uma palestra sobre o tema em questão. Deveria haver nesse discurso uma explicação do que é a pós-verdade e o estabelecimento de uma relação entre ela e as redes sociais. Além disso, para embasar a argumentação, algumas notícias demonstrando o quanto a pós-verdade pode ser prejudicial deveriam ser citadas como exemplo dos malefícios. Por fim, as consequências da pós-verdade na sociedade deveriam ser explicitadas.

Na produção de texto em questão, o aluno deveria (e deve, no caso de resolver usar a proposta como treino) tomar bastante cuidado para não transformar o próprio texto em uma simples paráfrase do segundo excerto, já que este basicamente cumpre todas as tarefas exigidas para o gênero desta vez. A definição de pós-verdade é algo específico e definido por especialistas, por isso não há muito como “fugir” de algo parecido. No entanto, a relação com redes sociais pode ser melhor trabalhada em um texto autoral, com posicionamento e responsabilização de alguma rede social (com índices e/ou estudos para comprovação dessa responsabilidade), talvez até mesmo em detrimento de outras que já tomavam ou estejam tomando medidas mais rígidas contra informações falsas. No caso da exemplificação com informações falsas tomadas como verdade por uma parcela da população, assim como a própria proposta sugere, é possível trazer menções além das que envolvem o Papa, o Brexit e/ou a eleição de Donald Trump. Intimamente ligadas às notícias que forem citadas, pode estar a consequência que as fake news trazem, que podem ir desde a morte de um indivíduo (no caso do linchamento de uma mulher que foi acusada de magia negra, por exemplo) até a eleições e/ou decisões políticas completamente desqualificadas e que vão afetar a qualidade de vida de milhões de pessoas.

Resumindo, organize a argumentação de seu texto para a palestra levando em conta os textos motivadores e as definições e exemplos trazidos neles para facilitar sua vida. Com os conhecimentos sobre o assunto “reativados”, posicione-se e cumpra as tarefas pedidas pelo gênero.

O que acharam do primeiro tema do vestibular da Unicamp 2018? Mais fácil ou mais difícil do que os que tratamos até agora? Acham que os conhecimentos que reuniram até agora sobre o assunto seriam suficientes pra produzir um texto? Contem tudo pra gente nos comentários e até a próxima!

Além das postagens sobre os temas de redação toda semana, você pode se preparar ainda mais para a prova de redação do Enem com o curso de redação Nota 1000 do portal InfoEnem! Você fará redações que serão corrigidas no mesmo modelo do Enem, e receberá comentários e dicas da nossa equipe! Clique aqui para saber mais sobre o curso de redação!

Acesse o portal InfoEnem e tenha acesso aos melhores conteúdos e informações sobre o Enem 2021!

Por quê, Porquê, Porque e Por que: aprenda a diferença entre cada um para não errar no Enem!

A língua portuguesa é de fato muito rica e por isso traz um grande número de possibilidades para algumas palavras e isso, às vezes, pode causar dúvidas aos falantes de seu idioma. Uma dessas dúvidas mais comuns está ligada ao uso dos “porquês”. Na fala não há motivo nenhum para preocupação, mas na hora da escrita em norma padrão quase sempre é feita uma consulta para saber a diferença entre um e outro e não fazer feio no texto.
https://infoenem.com.br/por-que-porque-porque-e-por-que-aprenda-a-diferenca-entre-cada-um-para-nao-errar-no-enem/

O que é SiSU?

É o sistema informatizado do MEC por meio do qual instituições públicas de ensino superior (federais e estaduais) oferecem vagas a candidatos participantes do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio).
https://infoenem.com.br/como-funciona-o-sisu/

Sobre o Autor

Vanessa Christine Ramos Reck
Vanessa Christine Ramos Reck

Possui graduação em Letras - Língua Portuguesa pela Universidade Estadual de Campinas(2011). Tem experiência na área de Letras. http://lattes.cnpq.br/6444202678156917