Acento Indicador de Crase: Modo de Usar (Continuação)

A missão, desta vez, é não errar esse acentinho travesso diante de nomes de lugares.

Na sequência das dicas, esta também é uma forma rápida de checar a necessidade ou não do acento. Vejamos o passo a passo (sem acento de crase entre palavras repetidas, mesmo porque essas palavras são do gênero masculino! Essa dica vai ‘de brinde’):

  1. Verifique a regência do verbo: só será caso de empregar a preposição A se o verbo indicar ‘movimento no sentido da ida’, por exemplo, ir A algum lugar, chegar A algum lugar;
  2. Agora, pense na volta desse lugar e aplique o que determina essa quadrinha:

Vou À, volto DA – crase há,
Vou A, volte DE – crase para quê?

Simples? Sim, é simples, sim, acredite!

Veja o que ocorre aqui: se você volta DA Bahia, por exemplo, na palavra DA você empregou a preposição DE + artigo A, duas palavras contraídas formando uma só. Então se você for À Bahia, também temos dois As, a preposição A, pedida pelo verbo IR e o artigo A que vai diante do termo Bahia. Juntando as duas em uma só, temos o À.

Para verificar, na prática:

Vou A Portugal.

Não sei se vai acento ou não… Vejamos a volta: “Volto DE Portugal”. Então a frase só tem preposição e não ocorre crase. Agora, outro lugar:

Vou A Itália.

Vejamos a volta como fica: “Volto DA Itália.”

DA = DE +A – preposição + artigo, então na ida também há preposição + artigo = crase! A frase ficará:

Vou À Itália.

E a última dica: em algumas construções, a preposição A pode ser trocada pela preposição PARA. Nesse caso, a verificação é a seguinte:

Entreguei os documentos A diretora.

Ó, dúvida cruel: ponho acento no A ou não?

Vamos lá: se eu tentar usar o PARA nessa frase, ficará assim:

Entreguei os documentos PARA A diretora.

Então tenho duas palavras: preposição PARA + artigo A. Se são duas palavras, na frase original também há dois As, um é a preposição pedida pelo verbo ‘entregar’ e outro é o artigo admitido diante do termo ‘diretora’, portanto crase!

Entreguei os documentos À diretora.

É isso!

Até a próxima!

 


Margarida Moraes é formada em Letras pela Universidade de São Paulo (USP), onde também concluiu seu mestrado. Mais de 20 anos de experiência, corretora do nosso sistema de correção de redação e responsável pela resolução das apostila de Linguagens e Códigos do infoenem, a professora é colunista de gramática do nosso portal . Seus textos são publicados todos os domingos. Não perca!

Manual do SISU e PROUNI

Manual do SISU e PROUNI

Receba gratuitamente

Não enviamos spam. Seu e-mail está 100% seguro!

Sobre o Autor

Margarida Moraes
Margarida Moraes

Margarida Moraes é formada em Letras pela Universidade de São Paulo (USP), onde também concluiu seu mestrado. Mais de 20 anos de experiência, corretora do nosso sistema de correção de redação e responsável pela resolução das apostila de Linguagens e Códigos do infoenem, a professora é colunista de gramática do nosso portal.