Análise de Tema de Redação – ENEM 1999

Dando prosseguimento à nossa série de análises sobre os temas de redação do ENEM, hoje escreveremos sobre a prova de 1999 cujo tema foi “Cidadania e Participação Social” e que, quatorze ano depois, continua, e muito, atual, já que o nosso país vive um momento importante e fundamental, justamente, de cidadania, principalmente de cidadania jovem, através das manifestações do mês de junho que levaram, em todo o Brasil, milhões às ruas através da organização de passeatas e atos por meio das redes sociais e demais grupos sociais de todos os tipos.

A proposta apresentava-se já na primeira página da prova e do seguinte modo:

(HENFIL. Fradim. Ed. Codecri, 1997, nº 20.)

O encontro “Vem ser cidadão” reuniu 380 jovens de 13 Estados, em Faxinal do Céu (PR). Eles foram trocar experiências sobre o chamado protagonismo juvenil.

O termo pode até parecer feio, mas essas duas palavras significam que o jovem não precisa de adulto para encontrar o seu lugar e a sua forma de intervir na sociedade. Ele pode ser protagonista.

([Adaptado de] ”Para quem se revolta e quer agir”, Folha de S. Paulo, 16/11/1998

 

  • Eu não sinto vergonha de ser brasileiro. Eu sinto muito orgulho. Mas eu sinto vergonha por existirem muitas pessoas acomodadas. A realidade está nua e crua. (…) Tem de parar com o comodismo. Não dá para passar e ver uma criança na rua e achar que não é problema seu. (E.M.O.S., 18 anos, Minas Gerais)
  • A maior dica é querer fazer. Se você é acomodado, fica esperando cair no colo, não vai acontecer nada. Existe muita coisa para fazer. Mas primeiro você precisa se interessar. (C.S.Jr., 16 anos, Paraná)
  • Ser cidadão não é só conhecer os seus direitos. É participar, ser dinâmico na sua escola, no seu bairro. (H.A., 19 anos, Amazonas)

(Depoimentos extraídos de “Para quem se revolta e quer agir”, Folha de S. Paulo, 16/11/1998)

Com base na leitura dos quadrinhos e depoimentos, redija um texto em prosa, do tipo dissertativo-argumentativo, sobre o tema: Cidadania e participação social.

Ao desenvolver o tema proposto, procure utilizar os conhecimentos adquiridos ao longo de sua formação. Depois deselecionar, organizar e relacionar os argumentos, fatos e opiniões apresentados em defesa de seu ponto de vista, elabore uma proposta de ação social.

A redação deverá ser apresentada a tinta na cor azul ou preta e desenvolvida na folha grampeada ao Cartão-Resposta. Você poderá utilizar a última página deste Caderno de Questões para rascunho.

Extraído de http://download.inep.gov.br/educacao_basica/enem/provas/1999/1999_amarela.pdf em 22/07/2013.

 
Podemos ver que, já na segunda proposta da história do ENEM, a banca elaboradora trouxe um texto multimodal, o cartum de Henfil com a personagem Graúna que, interpelada pela outra personagem que afirma que o seu sonho de voar é impossível porque ela pertence a uma geração de graúnas que já nasceu sem asas, quando esta vai embora, abre suas lindas e enormes asas e fecha a historinha dizendo que “a juventude é uma caixinha de segredos…”.

Através da interpretação deste cartum, podemos inferir algumas outras coisas (faça esse exercício você também!): abrindo suas asas, a graúna mostra a força oculta dos jovens, o seu poder de alçar longos voos e, consequentemente, o de conseguir aquilo que deseja, que sonha, já que a juventude é a fase da vida dos sonhos, das conquistas e/ou do seu início. Também podemos afirmar que a “lição de moral” do cartum é o de nunca subestimar alguém pela sua idade e/ou característica física (no caso da graúna, parecer que não tem asas) e de que jamais devemos dizer a ninguém que o seu sonho é irrealizável, afinal, quem somos nós para isso?

Em seguida, a proposta de redação traz aos candidatos do ENEM 1999 um pequeno trecho de uma notícia publicada pela Folha de São Paulo que aborda o encontro “Vem ser cidadão” que reuniu, no Paraná, 380 jovens de 13 estados brasileiros que discutiram o protagonismo juvenil, ou seja, o papel principal, de destaque, de protagonista do jovem brasileiro na década de 90 que não precisa do adulto, do mais velho para encontrar seu lugar e intervir na sociedade do modo como ele acha melhor, o que vimos há um mês atrás, em 2013, nas ruas de todo o país.

Aliás, os jovens manifestantes de junho de 2013 chamaram os adultos, os mais velhos para os atos, para as passeatas e de uma certa forma renovaram a esperança e a luta pelos direitos básicos de todo nós, cidadãos, e contra os impostos e aumentos abusivos, corrupção, preconceitos, discriminações etc.

Logo abaixo da notícia, três depoimentos de jovens participantes do encontro mencionado completam a coletânea textual da prova de redação do ENEM 1999. O primeiro ressalta a importância de a população não acomodar-se e não acostumar-se com os problemas sociais, pensando que não é com ela, que não tem nada a ver; o segundo depoimento também vai no viés do comodismo, afirmando que a vontade move as pessoas e, finalmente, o terceiro, enfatiza não apenas o saber, mas também o participar, o engajamento, desde de atividades em seu bairro até em seu país.

Assim, a redação do ENEM 1999 especifica o tema cidadania e participação social do jovem, já que priorizou o papel protagonista que a juventude pode e deve ter em sua comunidade. Portanto, escrever a respeito da cidadania e participação social de todo e qualquer cidadão, de qualquer faixa etária, tangencia o tema.

A coletânea textual mostra o lado positivo da atuação dos jovens na sociedade, mostra que é possível (basta querer) que toda a juventude atue em projetos dos mais diversos segmentos que visem o bem estar do povo, a luta pelos direitos civis como saúde, educação, moradia, transporte, alimentação etc e contra a corrupção, os desvios de verbas públicas, o aumento abusivo de impostos e taxas dentre tantas outras causas importantes que o candidato pudesse se lembrar. Assim, escrever uma dissertação-argumentativa defendendo a participação juvenil na sociedade mostrando, através de exemplos de práticas de cidadania (adquiridos ao longo da formação, da vida do candidato) era um dos caminhos para desenvolver a redação do ENEM 1999.

Outra opção seria abordar o contrário, a ausência da participação social da sociedade como um todo mostrando como os jovens, se bem estimulados, motivados e orientados podem mudar este cenário, já que, como foi colocado por Henfil, a juventude é uma caixinha de segredos e pode surpreender, como supreendeu na campanha das Diretas Já!, no impeachment do ex-presidente Fernando Collor de Mello e, agora, nas mais recentes manifestações.

A questão apontada pela notícia, na coletânea, de que os jovens podem ser protagonistas sem os adultos também deve ser levada em consideração, já que há pais que não permitem ou não engajam seus filhos politicamente falando por inúmeras razões e jovens que acomodam-se nesta situação.

No enunciado desta proposta, diferentemente da anterior, a banca elaboradora do ENEM cita a elaboração de uma proposta de ação social (5ª competência) acerca do tema e esta poderia indicar a “caixinha de segredos” de graúna como uma carta na manga pela qual a juventude deve mostrar a que veio e supreender os adultos, demonstrando sua força, seu alcance, potencial e desejo de participação, de mudança, reafirmando que pode e deve ser protagonista, sem ninguém a impedindo.

Concluindo, podemos ver que a proposta do ENEM 1999 é mais restrita em relação ao tema do que a do ENEM 1998, que se tratava de algo mais genérico e até um pouco filosófico (Clique aqui e leia o artigo da semana passada). Esta prova já traz, mais claramente e objetivamente, duas competências avaliadas: selecionar, organizar e relacionar os argumentos, fatos e opiniões em defesa do seu ponto de vista e elaborar uma proposta de ação social, as quais não estavam presentes na prova anterior.

Na próxima semana, abordaremos a proposta de redação do ENEM 2000: Direitos da criança e do adolescente: como enfrentar esse desafio social? Que tal se você já der uma olhada na proposta e já ir pensando nas possibilidades de desenvolvimento? Mas não vale procurar comentários já prontos; o importante é a reflexão! O ENEM 2000 pode ser visualizado em http://download.inep.gov.br/educacao_basica/enem/provas/2000/2000_amarela.pdf.

Até a próxima semana!

 
*CAMILA DALLA POZZA PEREIRA é graduada em Letras/Português pela UNICAMP – Universidade Estadual de Campinas/SP – Atua na área de Educação exercendo funções relativas ao ensino de Língua Portuguesa, Literatura e Redação. Foi corretora de redação na 1ª fase e de Língua Portuguesa na 2ª fase do vestibular 2013 da UNICAMP – Universidade Estadual de Campinas/SP. Participou de avaliações e produções de diversos materiais didáticos, inclusive prestando serviço ao Ministério da Educação.

**Camila também é colunista semanal sobre redação do infoEnem. Um orgulho para nosso portal e um presente para nossos leitores! Suas publicações serão sempre às quintas-feiras, não percam!

Veja mais artigos da professora Camila

Manual do SISU e PROUNI

Manual do SISU e PROUNI

Receba gratuitamente

Não enviamos spam. Seu e-mail está 100% seguro!

Sobre o Autor

InfoEnem
InfoEnem

Portal InfoEnem - O portal mais completo do Enem.