Aparelhos Eletrônicos e Estudo Não Combinam!

O cérebro humano, sem dúvida alguma, é a maquina mais impressionante que existe. A complexidade de seu funcionamento dá a qualquer pessoa, dedicada o bastante, a possibilidade de aprender qualquer coisa que queira!

Entretanto, a mesma complexidade que traz essas incríveis possibilidades pode pregar verdadeiras “peças” e dificultar a realização de tarefas aparentemente simples. Como assim? Paradoxalmente, o mesmo cérebro que permite um garoto a desenvolver táticas de guerra num complicado jogo online, também pode impedi-lo de manter a concentração na hora dos estudos.

Dentre várias orientações que já demos, um alerta tem fundamental importância nestes casos: A distração que aparelhos eletrônicos podem provocar. Grupos de Whatsapp, conversas e trocas de mensagem no Facebook, jogos, smartphones etc… Tudo isso, infelizmente, costuma desviar a atenção dos jovens.

Para não cair nessas armadilhas, o importante é utilizar duas grandes virtudes quando abrir os livros: determinação e disciplina. Se incluí-las na rotina pode ser algo difícil para você, não enxergamos outra saída, o jeito é desligar todos os aparelhos eletrônicos que possam, de uma forma ou de outra, prejudicar sua preparação.

“Mas não posso nem dar uma olhadinha de 5 minutos no Facebook?”

Não! Hora de estudo é hora de estudo. Pode ser realmente incômodo no começo, mas com o passar do tempo com certeza irá se acostumar. E sua atenção e concentração, é claro, agradecem.

Caso não siga essas instruções, possivelmente comprometerá a qualidade e a fixação dos conteúdos que está “tentando” estudar.

Manual do SISU e PROUNI

Manual do SISU e PROUNI

Receba gratuitamente

Não enviamos spam. Seu e-mail está 100% seguro!

Sobre o Autor

Fernando Buglia
Fernando Buglia

Físico formado pela Unicamp, professor de cursinho pré-vestibular e um dos proprietários do portal infoEnem.