As três leis de Newton no Enem 2020

Em nossa postagem de hoje vamos estudar sobre as três leis de Newton, assunto importantíssimo para o estudo da dinâmica, um dos subgrupos presentes na física. Para isso, além de explicarmos rapidamente sobre as três leis de Newton, vamos também ilustrar como este conteúdo é cobrado nas provas do Enem, utilizando uma questão retirada de provas anteriores.

Primeira Lei de Newton

A primeira Lei de Newton também é conhecida como princípio da inércia, e afirma que os objetos não conseguem alterar sua velocidade vetorial sem a ausência de forças externas. Ou seja, um objeto que está inicialmente parado em relação a um referencial tende a continuar parado, caso contrário, o objeto manterá a sua velocidade constante, em uma trajetória retilínea.

Segunda Lei de Newton

A segunda Lei de Newton, também denominada princípio fundamental da dinâmica é considerada a lei fundamental que rege a mecânica. A segunda Lei de Newton diz que a velocidade vetorial de um objeto será alterada apenas se houver a aplicação de uma força sobre este objeto. Em outras palavras, é a aplicação da força que causará uma mudança no vetor velocidade do objeto.

A dedução da segunda Lei de Newton, assim como demais equações, não é cobrada nas provas do Enem, mas a sua utilização é recorrente neste exame. Portanto, você deve conhecer bem esta equação! A segunda Lei diz que a força resultante em um objeto é equivalente à massa deste objeto multiplicada por sua aceleração. Matematicamente, temos que:

F = m . a

Onde F é a força resultante, dada em Newtons (N), m é a massa do objeto (kg) e a é a aceleração do objeto (m/s²). Estas unidades estão de acordo com o Sistema Internacional (SI), então lembre-se de conferir se as unidades estão de acordo na hora de resolver o exercício!

Terceira Lei de Newton

A Terceira Lei de Newton é também conhecida como princípio da ação e reação. Este princípio afirma que todas as forças resultam da interação entre dois ou mais corpos entre si. Por exemplo, quanto estamos empurrando a parede (ação), podemos dizer que a parede também exerce uma força sobre nós, que é denominada reação e possui sentido oposto à força aplicada. Através da Terceira lei, podemos dizer que as forças sempre atuam em pares.

Questão do Enem

Para ilustrar como o assunto é cobrado nas provas do Enem, será mostrada a seguir uma questão da prova de 2011, que utiliza parte do conceito da Segunda Lei.

“Para medir o tempo de reação de uma pessoa, pode-se realizar a seguinte experiência; I. Mantenha uma régua (com cerca de 30 cm) suspensa verticalmente, segurando-a pela extremidade superior, de modo que o zero da régua esteja situado na extremidade inferior. II. A pessoa deve colocar os dedos de sua mão, em forma de pinça, próximas do zero da régua, sem tocá-la. III. Sem aviso prévio, a pessoa que estiver segurando a régua deve soltá-la. A outra pessoa deve procurar segurá-la o mais rapidamente possível e observar a posição onde conseguiu segurar a régua, isto é, a distância que ela percorre durante a queda.

O quadro seguinte mostra a posição em que três pessoas conseguiram segurar a régua e os respectivos tempos de reação.

A distância percorrida pela régua aumenta mais rapidamente que o tempo de reação porque a”

a) energia mecânica da régua aumenta, o que a faz cair mais rápido.

b) resistência do ar aumenta, o que faz a régua cair com menor velocidade.

c) aceleração de queda da régua varia, o que provoca movimento acelerado.

d) força peso da régua tem valor constante, o que gera um movimento acelerado.

e) velocidade da régua é constante, o que provoca uma passagem linear do tempo.

Resposta: Alternativa d.

Acesse o portal InfoEnem e tenha acesso aos melhores conteúdos e informações sobre o Enem 2020!

Manual do SISU e PROUNI

Manual do SISU e PROUNI

Receba gratuitamente

Não enviamos spam. Seu e-mail está 100% seguro!