Chimamanda Ngozi: desigualdade racial, social e de gênero

Você conhece a autora nigeriana Chimamanda Ngozi Adichie? Falamos sobre uma das obras dela, o livro Hibisco Roxo, em um dos posts aqui no InfoENEM Portal! Clique para conferir.

Mas nesse artigo a proposta não é falar sobre uma obra em especial, iremos
abordar o conjunto de publicações, palestras e mensagens da carreira de
Chimamanda, com o objetivo final de entendermos como temáticas de desigualdade racial, social e de gênero se manifestam em sua obra
.

Chimamanda nasceu na Nigéria, na região de Anambra, porém cresceu em Nsukka, onde o seu pai e sua mãe trabalhavam, respectivamente, dando aula e administrando a Universidade da Nigéria. Chimamanda estudou nessa mesma universidade durante um ano, nos cursos de medicina e farmácia, mas acabou deixando o país aos 19 anos.

Mudou-se para os Estados Unidos para estudar comunicação e ciências políticas, na Universidade Drexel (Filadélfia), em seguida transferindo-se para a Universidade de Connecticut. Realizou mestrado em escrita criativa na Universidade Johns Hopkins, e de artes em estudos africanos pela Yale.

A obra de Chimamanda debate questões muito pertinentes para a sociedade mundial. Em primeiro lugar, o livro “Americanah” atua como um canal para debater desigualdade social, migração, direitos humanos, diversidade cultural e outros. No livro, a autora mostra como se torna complicada a jornada de quem migra dos países africanos, como a Nigéria, em busca de melhores condições de trabalho e de estudo na Europa ou na América do Norte. A autora narra situações envolvendo abuso de autoridade, abuso sexual, racismo e pobreza nessa obra.

Outro livro muito importante de Chimamanda é o “Sejamos Todos Feministas” que aborda questões de raça e gênero de maneira simples e clara. O conteúdo do livro, que motiva homens e mulheres a lutarem pela igualdade de gênero em suas comunidades e países, pode também ser acompanhado por meio de um TED Talk, compartilhado neste link!

Nessa mesma linha o livro “Para Criar Crianças Feministas” compartilha importantes lições para uma educação que promova o empoderamento de meninos e meninas, que cresçam acreditando na igualdade de gênero e no quanto suas diferenças os tornam especiais. As obras feministas de Chimamanda inspiraram a cantora estadunidense Beyoncé, que colocou um trecho de uma das palestras de Chimamanda em sua música Flawless. Escute clicando aqui.

Por fim, Chimamanda discute narrativas históricas e sociais por meio da palestra (que virou livro pela editora Companhia das Letras) “O Perigo de uma História Unica”. Nesse material, a autora mostra que estamos acostumados a olhar para a história e para a realidade a partir de uma única perspectiva e precisamos aprender a entender essas perspectivas, conhecê-las e desconstruí-las. Um exemplo: na perspectiva dos EUA, eles entram em países soberanos a fim de levar a democracia e o desenvolvimento, mas na perspectiva das nações invadidas, os EUA estão
corrompendo suas soberanias e desmontando suas estruturas. Você pode ter acesso ao conteúdo do livro também via TED Talk, acessando este link!

Agora que já sabemos mais sobre a Chimamanda, vamos resolver uma questão?

QUESTÃO 5 – ENEM 2020

Finally, Aisha finished with her customer and asked what colour Ifemelu wanted for her hair attachments.

“Colour four.”

“Not good colour,” Aisha said promptly.

“That’s what I use.”

“It look dirty. You don’t want colour one?”

“Colour one is too black, it looks fake,” Ifemelu said, loosening her headwrap. “Sometimes I use colour two, but colour four is closest to my natural colour.

[…]

She touched Ifemelu’s hair. “Why you don’t have relaxer?”

“I Iike my hair the way God made it.”

“But how you comb it? Hard to comb,” Aisha said.

Ifemelu had brought her own comb. She gently combed her hair, dense, soft and tightly coiled, until it framed her head like a halo.

“It’s not hard to comb if you moisturize it properly,” she said, slipping into the coaxing tone of the proselytizer that she used whenever she was trying to convince other black women about the merits of wearing their hair natural. Aisha snorted; she clearly could not understand why anybody would choose to suifer through combing natural hair, instead of simply relaxing it. She sectioned out Ifemelu’s hair, plucked a little attachment from the pile on the table and began deftly to twist.

ADICHIE. C. Americanah: A novel. New York: Anchor Books, 2013

A passagem do romance da escritora nigeriana traz um diálogo entre duas mulheres negras: a cabeleireira, Aisha, e a cliente, Ifemelu. O posicionamento da cliente é sustentado por argumentos que:

a) reforçam um padrão de beleza.

b) retratam um conflito de gerações.

c) revelam uma atitude de resistência

d) demonstram uma postura de imaturidade.

e) evidenciam uma mudança de comportamento.

ALTERNATIVA CORRETA – C

Acesse o portal InfoEnem e tenha acesso aos melhores conteúdos e informações sobre o Enem 2020!

Por quê, Porquê, Porque e Por que: aprenda a diferença entre cada um para não errar no Enem!

A língua portuguesa é de fato muito rica e por isso traz um grande número de possibilidades para algumas palavras e isso, às vezes, pode causar dúvidas aos falantes de seu idioma. Uma dessas dúvidas mais comuns está ligada ao uso dos “porquês”. Na fala não há motivo nenhum para preocupação, mas na hora da escrita em norma padrão quase sempre é feita uma consulta para saber a diferença entre um e outro e não fazer feio no texto.
https://infoenem.com.br/por-que-porque-porque-e-por-que-aprenda-a-diferenca-entre-cada-um-para-nao-errar-no-enem/

O que é SiSU?

É o sistema informatizado do MEC por meio do qual instituições públicas de ensino superior (federais e estaduais) oferecem vagas a candidatos participantes do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio).
https://infoenem.com.br/como-funciona-o-sisu/

Manual do SISU e PROUNI

Manual do SISU e PROUNI

Receba gratuitamente

Não enviamos spam. Seu e-mail está 100% seguro!

Sobre o Autor

Raphaele Godinho
Raphaele Godinho

Raphaele Godinho: Estudante de Relações Internacionais, coordenação do movimento Resgatando e Valorizando a Mulher, Three Dot Dash Global Teen Leader 2020 by We Are a Family Foundation.