fbpx
Climatologia no Enem

O clima está presente na vida de todos os indivíduos, seja no dia a dia definindo os tipos de roupa que serão usadas de acordo com a temperatura; ou para definir qual a melhor época do ano para fazer aquela tão sonhada viagem. Ele interfere na agricultura, no turismo, no trabalho e em diversas outras esferas da vida humana. Devido a essa relevância cotidiana e estrutural para a sociedade, diversos estudos são elaborados para compreendê-lo e, assim, melhorar a vida dos indivíduos. Exposto isso, nota-se que o conhecimento em climatologia não é imprescindível apenas para a prova do Enem, visto que é um conteúdo recorrente, mas também é útil para as atividades humanas corriqueiras.

Fonte: http://www.diaadiaeducacao.pr.gov.br/portals/cadernospde/pdebusca/ producoes_pde/2013/2013_fafiuv_geo_pdp_ivoneide_aparecida_montipo.pdf.

Diferença entre clima e tempo

  • O tempo atmosférico expressa o estado momentâneo da atmosfera (ar/gases) num determinado local e instante, marcado por uma dada temperatura, umidade, nebulosidade, entre outros aspectos. Assim, quando se diz “Hoje o dia está quente”, a expressão se refere às condições presentes em um momento específico.

Vale ressaltar que a Meteorologia é a ciências responsável pelo estudo do tempo, isto é, ela é quem se preocupa com o quadro físico, químico e dinâmico da atmosfera, bem como suas interações entre elementos e a superfície.

  • Diferentemente, o clima diz respeito ao comportamento do tempo atmosférico numa determinada área por um período relativamente longo, assim, pode-se dizer que o clima está vinculado com uma série de tipos de tempo sucessivos e habituais em um espaço específico. Os climas são estudados pela climatologia.

Fatores do clima

Os fatores climáticos são os responsáveis por modificar o clima, sendo eles:

  • A natureza da superfície: é a determinante do albedo, caracterizado como o grau de refletância da superfície. Assim, quanto maior o albedo, menor será a absorção de radiação solar e, consequentemente, menor será a temperatura.
  • Continentalidade: é um fator climático determinado pela distância que se encontra a área em análise em relação aos mares ou oceanos, de modo que apresentam baixo índice pluviométrico e umidade e alta amplitude térmica.
  • Maritimidade: é o oposto da continentalidade. Identifica-se como a proximidade de uma área com os mares e oceanos, assim, apresenta maior umidade e índice pluviométrico e, por sua vez, menor amplitude térmica.
  • Relevo: pode dificultar ou facilitar a circulação das massas de ar. Por exemplo, o planalto da Borborema localizado no Nordeste do Brasil impede a entrada das massas úmidas marítimas dentro do continente.
  • Altitude: é a distância vertical, geralmente medida em metros, entre um determinado local e o nível do mar. Sua influência no clima ocorre através da pressão atmosférica, visto que, na medida em que ocorre o aumento da pressão, ocorre o aumento da temperatura.
  • Latitude: interfere na incidência dos raios solares na Terra que são dispersos de forma desigual na superfície. Por exemplo, nas baixas latitudes eles são distribuídos melhor, assim, as temperaturas são mais altas.

Fonte: https://slideplayer.com.br/slide/10699528/

Elementos do clima

Os elementos a seguir são importantes para a climatologia:

  • Temperatura: é a intensidade de calor existente na atmosfera que depende do volume de insolação recebida em qualquer ponto do planeta. As temperaturas são mais altas no verão, quando a insolação é maior e, mais baixas no inverno, quando a recepção de insolação é menor. No entanto, ressalta-se que a temperatura não é a mesma em todo planeta, pois ela sofre interferência da latitude, altitude, maritimidade e continentalidade (fatores do clima).
  • Umidade: quantidade de água presente no ar atmosférico em forma de vapor, ela é a responsável pela formação de nuvens e chuvas. Além disso, é dividida em duas classificações:
  • Umidade absoluta: quantidade total de água existente no ar;
  • Umidade relativa: quantidade de água presente no ar em comparação com o necessário para iniciar uma chuva.
  • Pressão atmosférica: é a força que o ar exerce sobre a superfície terrestre, a qual influi diretamente na formação de chuvas. Destaca-se que em altas altitudes a pressão é mais baixa (são inversamente proporcionais), já em baixas latitudes a pressão é menor (diretamente proporcionais).

Fonte: : http://azimutte.blogspot.com/2007/07/culpa-do-anticiclone-dos-aores.html

A imagem acima demonstra que baixas pressões (B), formam áreas ciclônicas, as quais permitem a subida do ar e, assim, possibilitam o desenvolvimento de precipitações. Já na figura (A), pode-se notar a formação de uma área anti-ciclonica, marcada por altas pressões, o que impede o surgimento de chuvas.

Questão do Enem

A questão a seguir foi retirada do Enem 2018, e aborda conceitos utilizados na climatologia.

Qual característica do meio físico é condição necessária para a distribuição espacial do fenômeno representado?

a) Cobertura vegetal com porte arbóreo.

b) Barreiras orográficas com altitudes elevadas.

c) Pressão atmosférica com diferença acentuada.

d) Superfície continental com refletividade intensa.

e) Correntes marinhas com direções convergentes.

A alternativa correta é a letra C.

Acesse o portal InfoEnem e tenha acesso aos melhores conteúdos e informações sobre o Enem 2020!

Manual do SISU e PROUNI

Manual do SISU e PROUNI

Receba gratuitamente

Não enviamos spam. Seu e-mail está 100% seguro!

Sobre o Autor

InfoEnem
InfoEnem

Portal InfoEnem - O portal mais completo do Enem.