Como usar “Bom dia, Verônica” na redação

O cinema brasileiro vem se destacando e nos entregando materiais novos dia após dia, mas não apenas os nossos atores vêm ganhando destaque, os escritores brasileiros contemporâneos também estão vislumbrando novas oportunidades de crescimento! Um exemplo claro dessas duas coisas é a nova série Bom Dia, Verônica que conta com um elenco impecável, além de ser a adaptação do livro de mesmo nome, publicado por Andrea Killmore, Ilana Casoy e Raphael Montes.

A série é bastante pesada para quem tem muita sensibilidade (como eu mesma, que precisei fechar os olhos em diversos momentos, e chorei MUITO!) Mas se você tiver mais de 16 anos e quiser se aventurar, a proposta da série é muito interessante.

Ambientada na cidade de São Paulo, a trama se foca em Verônica, uma escrivã da polícia que começa a investigar casos de violência contra a mulher. O que parecia ser um caso isolado acaba se mostrando muito maior e diversas descobertas, até mesmo envolvendo policiais de alta patente, começam a se desenterrar. Investigando, e colocando-se em risco, assim como sua família, Verônica acaba descobrindo um serial killer e agressor de mulheres infiltrado dentro da própria polícia.

Assim como muitas séries, Bom Dia, Verônica, nos permite desenvolver suas temáticas em produções textuais; por isso hoje, separamos alguns possíveis temas que podem ser cobrados em vestibulares e simulados (ou mesmo que já foram cobrados antes), e onde a série se encaixa bem! Pode ser que tenhamos alguns spoilers, então fique de olho!

FUVEST 2018 – Devem existir limites para a arte?

A série, como dito antes, é extremamente violenta, mas é baseada em casos reais de agressões contra mulheres. Muitos gatilhos podem ser despertados por mulheres que já foram vítimas de violência – mas em contrapartida, TODOS os episódios são focados no combate ao feminicídio e a violência no geral, sempre indicando como as mulheres que são agredidas podem buscar ajuda. Aqui fica a reflexão para você: a série dá gatilhos e por isso deve ser limitada ou ajuda vítimas a saberem o que fazer em caso de violência?

UNESP 2014 – Corrupção no Congresso Nacional: reflexo da sociedade brasileira?

Pouco se fala sobre isso hoje no Brasil, mas corrupção não inclui apenas lavagem de dinheiro. A corrupção tem ligação com a modificação, a adulteração das características originais de algo – podendo estar ligada ao desvio de dinheiro, mas não só. A série retrata muito bem que a polícia, enquanto instituição, está carregada de corrupção assim como o Congresso Nacional, mostrando que muitos policiais, principalmente os do alto escalão, estão envolvidos com questões ilegais e criminosas, como é o caso de Brandão na série.

ENEM 2015 – A persistência da violência contra a mulher na sociedade brasileira

Como já dito antes, o foco da série se dá em mostrar mais sobre a violência contra mulher, que vai desde nudes tirados e espalhados sem consentimento, até agressão física, verbal, psicológica, restrições das liberdades individuais e feminicídio. Uma parte muito interessante da série é também a exploração do perfil do agressor – (SPOILER!) um policial bondoso, criador de passarinhos e querido, que dentro de casa se transforma…

A parte boa é que a série vai ser renovada, então vem muito mais coisa boa pra explorar nas redações futuras! Conta pra gente nos comentários se você já assistiu a série ou se vai assistir!

Acesse o portal InfoEnem e tenha acesso aos melhores conteúdos e informações sobre o Enem 2020!

Por quê, Porquê, Porque e Por que: aprenda a diferença entre cada um para não errar no Enem!

A língua portuguesa é de fato muito rica e por isso traz um grande número de possibilidades para algumas palavras e isso, às vezes, pode causar dúvidas aos falantes de seu idioma. Uma dessas dúvidas mais comuns está ligada ao uso dos “porquês”. Na fala não há motivo nenhum para preocupação, mas na hora da escrita em norma padrão quase sempre é feita uma consulta para saber a diferença entre um e outro e não fazer feio no texto.
https://infoenem.com.br/por-que-porque-porque-e-por-que-aprenda-a-diferenca-entre-cada-um-para-nao-errar-no-enem/

O que é SiSU?

É o sistema informatizado do MEC por meio do qual instituições públicas de ensino superior (federais e estaduais) oferecem vagas a candidatos participantes do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio).
https://infoenem.com.br/como-funciona-o-sisu/

Manual do SISU e PROUNI

Manual do SISU e PROUNI

Receba gratuitamente

Não enviamos spam. Seu e-mail está 100% seguro!

Sobre o Autor

Raphaele Godinho
Raphaele Godinho

Raphaele Godinho: Estudante de Relações Internacionais, coordenação do movimento Resgatando e Valorizando a Mulher, Three Dot Dash Global Teen Leader 2020 by We Are a Family Foundation.