Conheça os Principais Tipos Textuais de Redação

Cada vestibular ou prova de concurso público pode exigir um tipo de texto diferente na redação ou exigir que você saiba diferenciar os tipos textuais em questões interpretativas e de Língua Portuguesa. Na redação do Enem, tradicionalmente, é exigido um tipo específico de texto, que é a dissertação. Mas você sabe quais são os mais importantes tipos textuais e as características de cada um? Então, vejamos!

Primeiramente, é importante entender o caracteriza um tipo textual. Há várias formas de se comunicar com alguém, isto é, transmitir uma mensagem, por exemplo, através de gestos, símbolos, conversa etc. A escrita é uma das formas de comunicação. Mas será que todos os tipos de textos são escritos da mesma forma? Você já deve ter percebido que não. Dessa forma, uma primeira maneira de classificar um texto é segundo o tipo textual, agrupando textos que têm características em comum.

Os tipos textuais mais conhecidos são: descrição, narração e dissertação. “Dentro” de cada um desses tipos de texto, podemos novamente fazer novos grupos, através de características em comum cada vez mais específicas, dando origem aos gêneros textuais. Vejamos, abaixo, as características de cada tipo textual e alguns exemplos de gêneros que pertencem a cada um.

Descrição

Como o nome facilmente demonstra, a descrição tem como objetivo descrever um lugar, uma pessoa, um objeto, um sentimento etc. É como se fosse uma fotografia escrita, um fazer o outro enxergar através das palavras algo que não está vendo. Para isso, uma das principais características da descrição é o abundante uso de adjetivos.

No livro “A menina que roubava livros”, de Markus Zuzak, uma família de alemães esconde um judeu no porão durante a perseguição no Nazismo. Observe essa cena em que a menina Liesel conversa com o judeu Max:

“— Você me contou tudo sobre o gol — disse Max — mas não sei que tipo de dia está fazendo lá em cima. Não sei se você fez o gol ao sol, ou se as nuvens cobriam tudo.

Passou a mão pelo cabelo à escovinha, e seus olhos alagadiços imploraram a mais simples das coisas:

— Você pode subir e me dizer como está o tempo?

Naturalmente, Liesel subiu a escada correndo. Parou perto da porta manchada de cuspe e se virou ali mesmo, observando o céu. Ao voltar para o porão, contou-lhe:

— Hoje o céu está azul, Max, e tem uma nuvem grande e comprida, espichada feito uma corda. Na ponta dela, o sol parece um buraco amarelo…

Naquele momento, Max soube que só uma criança seria capaz de lhe fornecer um boletim meteorológico desses.”

Como Max não podia ver o céu, não bastava Liesel dizer “está sol” ou “está chuva”. Max queria detalhes para poder imaginar como realmente o céu estava naquele dia. Para isso, Liesel fez uma descrição, utilizando muitos adjetivos.

Geralmente, não há textos construídos inteiramente com descrição. Esse tipo textual costuma aparecer em gêneros de outros tipos de textos. A descrição é comumente encontrada em receitas, anúncios publicitários, bulas de remédio, cardápios, entre outros.

Narração

Se a descrição é como uma fotografia, a narração é como uma filmagem. Narrar é contar uma história ou um fato; é descrever cenas, ações. A narração envolve personagens e um contexto, isto é, um espaço e um determinado tempo. Há variações dentro de uma narração, como o tipo de narrador, se segue ou não uma ordem cronológica, se é fictício ou verdadeiro etc.

Há também diversos gêneros textuais pertencentes à tipologia narração, como fábulas, contos, crônicas, piadas, relatos, novelas, romances e outros.

Dissertação

A dissertação é o tipo de texto mais solicitado em redações, isso porque é necessário que o escritor desenvolva um raciocínio sobre uma determinada ideia. Dissertar significa discorrer, discursar. Dessa forma, a dissertação difere da narração por não ser um tipo de texto literário.

Deve-se expor uma ideia e discursar sobre ela, através da exposição de fatos ou de argumentação, traçando uma linha de raciocínio lógica, objetiva e coerente, com introdução, desenvolvimento e conclusão da discussão.

A dissertação é o tipo textual dos manifestos, monografias, textos jornalísticos, críticas, teses, editoriais, textos científicos etc.

Na redação do Enem, é exigido o gênero dissertativo-argumentativo. Para saber mais, leia este artigo.

Manual do SISU e PROUNI

Manual do SISU e PROUNI

Receba gratuitamente

Não enviamos spam. Seu e-mail está 100% seguro!

Sobre o Autor

Fernando Buglia
Fernando Buglia

Físico formado pela Unicamp, professor de cursinho pré-vestibular e um dos proprietários do portal infoEnem.