Eletrostática: Afinal, o que é Carga Elétrica?

Uma dos assuntos mais recorrentes de Física no Enem ou em qualquer outro vestibular é a Eletrostática. E ter uma noção clara sobre cargas elétricas é fundamental para iniciar bem seus estudos nessa área tão interessante.

Vamos lá?

Primeiramente devemos lembrar que qualquer corpo é formado por moléculas. Cada molécula tem dois ou mais átomos. Já estes, por sua vez, são compostos de três partículas: Os prótons, os elétrons e os nêutrons.

Embora o modelo atômico atual, principalmente depois da Mecânica Quântica, seja bem mais complexo, podemos dizer, de maneira bastante simplista, que o átomo está dividido em duas partes: O núcleo (onde ficam os prótons e os nêutrons) e a eletrosfera (onde ficam os elétrons). Veja a representação abaixo:

modelo_atomo

Você sabe qual a principal diferença entre essas três partículas? Na verdade, temos várias, mas a principal certamente é a chamada carga elétrica. Mas afinal, o que são cargas elétricas?

Basicamente, carga elétrica é uma propriedade que, respeitando algumas condições experimentais, faz com que partículas sofram forças quando lançadas num campo magnético. E é justamente a diferença nos sentidos dessas forças que diferenciam as três partículas que formam o átomo: Os prótons sofrem uma força contrária à dos elétrons, enquanto que os neutros nem força sofrem quando lançados no mesmo campo magnético. Essa situação é representada na figura abaixo:

particulas_em_campos

 

Temos um campo magnético e três partículas lançadas perpendicularmente à ele. Nessa situação, a partícula 1 sofreu uma força para a esquerda. A partícula 2 para a direita. Já a partícula 3, não sofreu força alguma. Assim sendo, essa suposta experiência poderia nos garantir que as partícula 1 e 2 têm cargas opostas (uma é positiva e a outra é negativa), enquanto que a partícula 3 não tem carga (em outras palavras, é neutra!).

Essa diferença das forças experimentadas por cada partícula quando lançadas num campo magnético é o que damos o nome de carga elétrica!

Claro que existem vários outros detalhes que caberiam nesse momento. Por exemplo, daria para descobrir, através da regra da mão esquerda, qual partícula é positiva e qual é negativa (no caso, a partícula 1 é a positiva enquanto que a partícula 2 é a negativa!). Outro foco interessante seria falar sobre a chamada carga elementar. Mas esses são assuntos para outros artigos.

Continue nos acompanhando!

 


Fernando Buglia, um dos criadores do Portal infoEnem, é formado em Física pela UNICAMP, lecionando a disciplina em cursinhos pré-vestibulares. Além disso é responsável pela resolução das questões de Física das nossas Apostilas Preparatórias para o Enem.

Manual do SISU e PROUNI

Manual do SISU e PROUNI

Receba gratuitamente

Não enviamos spam. Seu e-mail está 100% seguro!

Sobre o Autor

Fernando Buglia
Fernando Buglia

Físico formado pela Unicamp, professor de cursinho pré-vestibular e um dos proprietários do portal infoEnem.