Entenda a Divisão Política e Econômica do Brasil

O IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – tem, dentre outras finalidades, elaborar divisões regionais do território brasileiro, de modo a poder agrupar e divulgar dados estatísticos. A primeira divisão territorial das unidades federativas – 26 estados e o Distrito Federal – em macrorregiões ocorreu em 1942, sendo esta composta por oito partes: Região Norte, Região Meio-Norte, Região Nordeste Ocidental, Região Nordeste Oriental, Região Leste Setentrional, Região Leste Meridional, Região Sul e Região Centro-Oeste.

A partir das transformações geopolíticas ocorridas entre as décadas de 1950 e 1960, uma nova divisão foi proposta em 1970, consistindo em cinco Regiões: Norte, Nordeste, Sudeste, Sul e Centro-Oeste. Essa divisão perdura até os dias de hoje, tendo sofrido alterações estruturais menores – como a criação dos estados de Mato Grosso do Sul e Tocantins, e a elevação dos territórios de Rondônia, Roraima e Amapá à condição de estados –, as quais, porém, não modificaram a quantidade de regiões que compõe o modelo.

 

Fonte: IBGE. Adaptado. Disponível em: http://www.ibge.gov.br/home/geociencias/geografia/default_div_int.shtm.
Fonte: IBGE. Adaptado. Disponível em: http://www.ibge.gov.br/home/geociencias/geografia/default_div_int.shtm.

Além dessa classificação político-administrativa, o Brasil é dividido em três regiões geoeconômicas (ou complexo regionais), levando-se em conta a homogeneidade econômica e histórico-social de cada região: complexo regional da Amazônia, complexo regional do Nordeste e complexo regional do Centro-Sul.

O primeiro desses complexos é caracterizado pela presença da floresta amazônica que, de acordo com o IBGE, caracteriza-se predominantemente como uma floresta ombrófila densa e aberta, com árvores de médio e grande porte e ocorrência de cipós, bromélias e orquídeas. Ainda de acordo com o Instituto, trata-se da maior reserva de diversidade biológica do mundo, ocupando 49,29% do território nacional. Neste complexo há também a bacia amazônica, com área de aproximadamente 6,5 milhões de quilômetros quadrados. Por todas estas peculiaridades, este complexo é caracterizado pela extração dos abundantes recursos minerais e vegetais.

O complexo regional do Nordeste é composto por quatro sub-regiões: zona da mata, agreste, sertão e meio-norte. É caracterizado pela concentração de renda e de terra, com parte de sua população vivendo em situação de fragilidade econômica. Outro problema que atinge parte deste complexo é a seca, que agrava os problemas socioeconômicos, pois por vezes inviabiliza a atividade agrícola, estimulando o êxodo rural. Apesar disto, apresenta grandes atrativos turísticos, o que movimenta a indústria hoteleira e de turismo.

Por fim, o complexo do Centro-Sul concentra a maior parte da produção industrial e agrícola do país. Incluindo as cidades de São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília, é a região geoeconômica que concentra as sedes de empresas nacionais e multinacionais, sendo responsável por mais de 70% do PIB (Produto Interno Bruto), abrangendo os municípios com maior renda per capita e melhores Índices de Desenvolvimento Humano (IDH) do Brasil. Além disso, esta região está em cima de parte do Aquífero Guarani, segundo maior em volume de água do mundo.

 

Fonte: IBGE. Adaptado. Disponível em: http://atlasescolar.ibge.gov.br/images/atlas/mapas_brasil/brasil_regioes_geoeconomicas.pdf
Fonte: IBGE. Adaptado. Disponível em: http://atlasescolar.ibge.gov.br/images/atlas/mapas_brasil/

Caso você queira aprofundar seus conhecimentos em Geografia do Brasil, assunto fundamenteal na prova de Ciências Humanas do Enem, principalmente no que diz respeito a geociências, recomendamos o site do IBGE, o qual disponibiliza mapas temáticos e interativos e dados estatísticos relevantes para sua preparação.

Manual do SISU e PROUNI

Manual do SISU e PROUNI

Receba gratuitamente

Não enviamos spam. Seu e-mail está 100% seguro!

Sobre o Autor

Matheus Andrietta
Matheus Andrietta

Fundador do Portal InfoEnem.