Espaço, lugar, paisagem e território não são sinônimos!

Não é raro encontrar redações ou textos em diferentes contextos que utilizam os termos espaço, lugar, paisagem e território como sinônimos, entretanto, apesar de sua aparente semelhança, eles possuem significados geográficos diferentes. A compreensão de que esses conceitos não são equivalentes contribui para valorização dos debates na área da geografia, uma vez que reconhece o valor científico dessas categorias para interpretação da realidade socioespacial. Além disso, para aprender de maneira efetiva as teorias de cada área do conhecimento é necessário apropriar-se dos diferentes conceitos presentes, o que, de certa forma, é como aprender o idioma que elas utilizam para se comunicar.

  • Espaço geográfico

Diferentemente do espaço natural – aquele que não sofreu interferências humanas – o espaço geográfico caracteriza-se como o local marcado pela interação entre o homem e o meio. É o produto da relação entre a sociedade e a natureza mediada pelo trabalho humano. Sua existência se dissemina, principalmente, após as revoluções industriais, responsáveis por ampliar as áreas de ação do homem sobre o espaço natural, o que expõe seu caráter histórico. Essa expansão conjuntamente com a alteração da relação entre as sociedades e o meio, tornaram o espaço geográfico cada vez mais abrangente, alcançando atualmente quase toda superfície do globo.

Figura reproduzida do site: http://blog.saude.mg.gov.br/2018/05/25/ciencia-relatorio-da-oms-aponta-novas-estatisticas-mundiais-de-saude/

  • Território

Para compreender essa categoria é necessário que se tenha em mente um termo essencial da ciência política, o poder; pois são as relações de poder de determinados agentes que irão formar os territórios. Ressalta-se que essas relações não são fixas, logo, apresentam um caráter de dominação – legítima ou não – sobre um local por determinado tempo e não uma apropriação vitalícia. Neste sentido, o território não se apresenta somente como uma divisão natural, mas sim política e social, que será feita através das fronteiras territoriais, isto é, delimitações, imaginárias, físicas ou geográficas, que circunscrevem as áreas.

Figura reproduzida do site: https://www.youtube.com/watch?v=3yP9ZeKAocc (Ipea e Ministério da Integração estudam as fronteiras brasileiras)

  • Paisagem

Definida como o que se pode perceber por meio dos sentidos humanos – visão, audição e olfato. Embora a visão possua centralidade na observação da realidade, os outros sentidos também participam da identificação das paisagens, introduzindo informações à memória que complementam o que foi apreendido pelos olhos. Ou seja, ela está diretamente ligada à sensibilidade humana. Ademais, a paisagem é a materialização do acúmulo de acontecimentos, da combinação dinâmica entre elementos naturais e antrópicos e do desenvolvimento da história ao longo do tempo. Basta observar fotografias antigas para notar as transformações sofridas pelo local.

Figura reproduzida do site: https://www.publicitarioscriativos.com/14-antes-e-depois-de-lugares-famosos/publicitarioscriativos4-90/

Existem dois tipos de paisagens:

Naturais: não sofreram transformações antrópicas.

Humanizadas, também chamadas de artificiais ou culturais: são aquelas transformadas pelos homens. Refletem as condições socioeconômicas, as tradições locais e materializam a história.

  • Lugar

Define-se como a parte do espaço geográfico apropriada pela vida, onde se desenvolvem as atividades cotidianas e as relações estabelecidas pelos homens. Assim sendo, representa a dimensão afetiva do espaço, uma vez que está relacionada com as experiências, a identificação pessoal com aquela localidade e as memórias de cada um. O conjunto de espaços com o qual cada sujeito cria vínculos e vivências compõe o seu lugar. Exposto isso, pode-se dizer que ele é o resultado da relação subjetiva entre o indivíduo e determinada área.

Figura reproduzida do site: https://www.diariodepernambuco.com.br/noticia/vidaurbana/2018/03/projeto-gratuito-promove-dia-de-brincadeiras-para-a-criancada-na-boa-v.html

Questão

(ENEM 2010)

O meu lugar,
Tem seus mitos e seres de luz,
É bem perto de Oswaldo Cruz,
Cascadura, Vaz Lobo, Irajá.
O meu lugar,
É sorriso, é paz e prazer,
O seu nome é doce dizer,
Madureira, ia, Iaiá.
Madureira, ia, Iaiá

Em cada esquina um pagode um bar,
Em Madureira.
Império e Portela também são de lá,
Em Madureira.
E no Mercadão você pode comprar
Por uma pechincha você vai levar,
Um dengo, um sonho pra quem quer sonhar,
Em Madureira.


CRUZ, A. Meu lugar. Disponível em: www.vagalume.uol.com.br. Acesso em: 16 abr. 2010 (fragmento).

A análise do trecho da canção indica um tipo de interação entre o indivíduo e o espaço. Essa interação explícita na canção expressa um processo de

a) Autossegregação espacial.

b) Exclusão sociocultural.

c) Homogeneização cultural.

d) Expansão urbana.

e)  Pertencimento ao espaço

A alternativa correta é a letra E.

Acesse o portal InfoEnem e tenha acesso aos melhores conteúdos e informações sobre o Enem 2021!

Por quê, Porquê, Porque e Por que: aprenda a diferença entre cada um para não errar no Enem!

A língua portuguesa é de fato muito rica e por isso traz um grande número de possibilidades para algumas palavras e isso, às vezes, pode causar dúvidas aos falantes de seu idioma. Uma dessas dúvidas mais comuns está ligada ao uso dos “porquês”. Na fala não há motivo nenhum para preocupação, mas na hora da escrita em norma padrão quase sempre é feita uma consulta para saber a diferença entre um e outro e não fazer feio no texto.
https://infoenem.com.br/por-que-porque-porque-e-por-que-aprenda-a-diferenca-entre-cada-um-para-nao-errar-no-enem/

O que é SiSU?

É o sistema informatizado do MEC por meio do qual instituições públicas de ensino superior (federais e estaduais) oferecem vagas a candidatos participantes do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio).
https://infoenem.com.br/como-funciona-o-sisu/

Sobre o Autor

InfoEnem
InfoEnem

Portal InfoEnem - O portal mais completo do Enem. 10 anos abordando os principais assuntos do maior vestibular do país. - Artigos; - Notícias; - Apostilas; - Cursos On-line.