Estudando a Constante de Avogadro

Em nossa postagem de hoje vamos tratar sobre uma das constantes mais conhecidas e importantes do ramo da química, que é a constante de Avogadro. Para isso, vamos abordar em nossa postagem de maneira breve a história desta constante, assim como alguns cálculos que podem ser realizados com a utilização da constante de Avogadro.

 

 

Antes de mais nada, precisamos entender algumas características principais desta constante. A constante de Avogadro, que também pode ser encontrada em algumas literaturas com o nome de número de Avogadro, é um número adimensional (ou seja, trata-se de um número que não possui unidades) utilizado para representar o número de elementos de uma substâncias ou elemento químico.

Esta constante recebe o nome em homenagem ao seu descobridor, o químico italiano Lorenzo Romano Amedeo Carlo Avogadro, que viveu entre os anos de 1776 e 1856 e foi o primeiro cientista que registrou este conceito. Apesar de não conseguir determinar o valor desta constante, Avogadro percebeu que para uma amostra de qualquer elemento, com massa em gramas numericamente igual a sua massa molar (ou massa atômica), o número de átomos seria sempre o mesmo! Note que este raciocínio vale para átomos e moléculas, o que mostra ainda mais a importância desta descoberta!

E como foi mencionado acima, o importante químico italiano não conseguiu determinar o valor desta constante, cuja determinação só foi possível com o desenvolvimento da tecnologia, que demorou algum tempo. A técnica mais utilizada atualmente para este tipo de medição é a difração de raios X, e registra que o número de Avogadro é igual a 6,022.1023. Portanto, nos dias de hoje sabemos que o conceito proposto por Avogadro está correto e que este valor é igual a 6,022.1023. Assim, sabemos que:

  • 1 mol de átomos de H = 6,022.1023 átomos de hidrogênio;
  • 1 mol de moléculas de H2 = 6,022.1023 moléculas de gás hidrogênio;
  • 1 mol de átomos de F = 6,022.1023 átomos de flúor;
  • 1 mol de moléculas de F2 = 6,022.1023 moléculas de gás flúor;
  • 1 mol de bananas = 6,022.1023

O nosso último exemplo foi utilizado com o objetivo de indicar que apesar de muito grande, a constante de Avogadro não deixa de ser um número adimensional, e pode ser usado para a representação de qualquer elemento ou substância. Apesar disso, certamente não pediremos um mol de bananas no supermercado, uma vez que a quantidade seria muito elevada! Trata-se de uma constante desenvolvida para a escalar atômica ou molecular, e por isso apresenta um valor tão elevado.

Por último, devemos lembrar que por se tratar de um número adimensional, devemos sempre identificar de qual substância estamos tratando. Assim, não devemos apenas identificar a quantidade como “1 mol”, mas sim identificar de qual elemento estamos medindo “1 mol”. Portanto, é importante sempre indicar o que estamos medindo!

Estudamos então uma das mais importantes constantes utilizadas na química, e também vimos brevemente sobre a sua utilização. A constante de Avogadro aparece em diversos exercícios de química cobrados no Enem e também em outros vestibulares importantes. Assim, aprender sobre esta constante pode ser muito importante para não errar nada nestas provas!

Continue estudando pelo portal do InfoEnem.

Tags: |

Manual do SISU e PROUNI

Manual do SISU e PROUNI

Receba gratuitamente

Não enviamos spam. Seu e-mail está 100% seguro!

Sobre o Autor

InfoEnem
InfoEnem

Portal InfoEnem - O portal mais completo do Enem.