Estudando as funções orgânicas éter e éster no Enem

Em nossa postagem de hoje vamos estudar sobre duas funções orgânicas de nomes parecidos, cobradas nas questões de química do Enem: éter e éster. Para isso, além de explicarmos sobre cada uma destas funções vamos também exemplificar com uma questão do Enem como este conteúdo é cobrado no Exame.

Éter

Os éteres são compostos químicos pouco solúveis em água, caracterizados pela presença de um átomo de oxigênio e dois radicais alquila. Estes compostos são muito utilizados no preparo de medicamentos, como anestésicos, e também como solventes.

A nomenclatura dos éteres se inicia com os mesmos prefixos dos hidrocarbonetos (relembre a nomenclatura dos hidrocarbonetos clicando aqui!), mas devem ser contados os carbonos da menor cadeia. O sufixo será exatamente o nome da cadeia com maior número de carbonos. Entre o prefixo e o sufixo, deve ser acrescentado “oxi”.

Veja no exemplo abaixo um dos éteres mais conhecidos, o éter etílico. Como as duas cadeias carbônicas são do mesmo tamanho, o prefixo e sufixo serão referentes ao mesmo número de carbonos (“et” e “etano”, respectivamente). Entre eles, devemos acrescentar “oxi”, uma vez que se observa o oxigênio entre as cadeias carbônicas, característico dos éteres. Assim, o éter etílico é denominado etoxietano.

Éster

Já os ésteres, são compostos obtidos da reação entre um álcool e um ácido carboxílico (denominada reação de esterificação), e são utilizados como essências, para dar sabor e aroma a alimentos; óleos, utilizados na preparação de alimentos e; ceras, que compões produtos de limpeza, graxas ou velas.

Para realizar a nomenclatura dos ésteres, devemos iniciar pelo nome da cadeia principal seguido do sufixo “ato”. O nome será completo através do radical da outra cadeia, acompanhado do sufixo “ila”. Considere, para isso, a cadeia carbônica abaixo:

O nome do composto químico será dado pela cadeia principal com três carbono (propano) acompanhado do sufixo “ato”, acompanhado pelo radical “et” da segunda cadeia, que é composta por dois carbonos, com o sufixo “ila”. Logo, o éster ilustrado é o propanoato de etila.

Desta maneira, percebemos que apesar dos nomes parecidos, éteres e ésteres são compostos muito diferentes, com utilizações e fórmula estrutural diferentes. Portanto, não devemos confundi-los durante a realização das provas!

Questão do Enem utilizando estas funções orgânicas

Para ilustrar como este conteúdo é cobrado nas provas do Enem, vamos apresentar abaixo uma questão da prova de 2017.

O biodiesel é um biocombustível obtido a partir de fontes renováveis, que surgiu como alternativa ao uso do diesel de petróleo para motores de combustão interna. Ele pode ser obtido pela reação entre triglicerídeos, presentes em óleos vegetais e gorduras animais, entre outros, e álcoois de baixa massa molar, como o metanol ou etanol, na presença de um catalisador, de acordo com a equação química:

A função química presente no produto que representa o biodiesel é”

a) éter.

b) éster.

c) álcool.

d) cetona.

e) ácido carboxílico.

Alternativa correta: B.

Acesse o portal InfoEnem e tenha acesso aos melhores conteúdos e informações sobre o Enem 2020!

Por quê, Porquê, Porque e Por que: aprenda a diferença entre cada um para não errar no Enem!

A língua portuguesa é de fato muito rica e por isso traz um grande número de possibilidades para algumas palavras e isso, às vezes, pode causar dúvidas aos falantes de seu idioma. Uma dessas dúvidas mais comuns está ligada ao uso dos “porquês”. Na fala não há motivo nenhum para preocupação, mas na hora da escrita em norma padrão quase sempre é feita uma consulta para saber a diferença entre um e outro e não fazer feio no texto.
https://infoenem.com.br/por-que-porque-porque-e-por-que-aprenda-a-diferenca-entre-cada-um-para-nao-errar-no-enem/

O que é SiSU?

É o sistema informatizado do MEC por meio do qual instituições públicas de ensino superior (federais e estaduais) oferecem vagas a candidatos participantes do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio).
https://infoenem.com.br/como-funciona-o-sisu/

O que é Prouni?

Criado pelo governo federal em 2004 com finalidade de conceder bolsas de estudos  a alunos sem diploma de nível superior, em instituições de educação superior privadas, em cursos de graduação e sequenciais de formação específica, o programa tem recebido duras críticas de diversas naturezas.

Manual do SISU e PROUNI

Manual do SISU e PROUNI

Receba gratuitamente

Não enviamos spam. Seu e-mail está 100% seguro!