Estudando Citologia Para o Enem: Introdução

Nesta nova série de artigos iremos revisar alguns conteúdos importantes para o caderno de Ciências da Natureza e suas Tecnologias. Seguindo a divisão clássica da Biologia em áreas específicas, focaremos essa série na parte de Citologia, a qual trata do estudo das células e seus componentes.

Para iniciar nossa revisão, iremos fazer uma gradação, a qual deverá partir do nível macroscópico e chegar ao microscópico. Como os seres vivos apresentam complexa organização, podemos usar nosso corpo de forma a entendê-la melhor: somos formados por diversos sistemas (nervoso e urinário, por exemplo), os quais são constituídos por alguns órgãos (cérebro e bexiga, seguindo o exemplo). Por sua vez, esses órgãos são formados por camadas de células, denominadas de tecido. Um mesmo órgão pode ter mais de um tipo de tecido. Formadoras dos tecidos, as células animais são formadas por estruturas ainda menores: a membrana, o núcleo e o citoplasma. Dentro dessas estruturas há mais uma divisão: os componentes que desempenham funções especializadas, a exemplo a mitocôndria e complexo de Golgi. Para finalizar nossa gradação, podemos dizer que a mitocôndria é formada por moléculas de DNA, as quais são formadas por átomos de elementos específicos.

Utilizando-se o conceito de célula, é possível na Citologia classificar os organismos a partir do número de células que os formam: há organismos unicelulares, os quais consistem em apenas uma célula; os pluricelulares, formados por muitas (de milhares a bilhões) células; e, por fim, os acelulares, grupo representado pelos vírus, que não apresentam organização celular.

Para iniciarmos o estudo da célula animal, veremos as funções da membrana celular (ou membrana plasmática). Primeiramente, esta membrana separa o meio externo de tudo aquilo que compõe a célula, ou seja, o meio intracelular. Sendo formada principalmente por lipídeos e proteínas, esta parte de célula possui permeabilidade seletiva, permitindo a entrada e saída de determinadas substâncias, porém barrando o fluxo de alguns materiais. A partir dessa função ocorrem as interações com outras células e algumas atividades enzimáticas.

Não percam em nosso próximo artigo as outras estruturas importantes para o entendimento do funcionamento da célula animal.

Manual do SISU e PROUNI

Manual do SISU e PROUNI

Receba gratuitamente

Não enviamos spam. Seu e-mail está 100% seguro!

Sobre o Autor

Matheus Andrietta
Matheus Andrietta

Fundador do Portal InfoEnem.