Estudando Citologia Para o Enem: Núcleo Celular

Como visto anteriormente em nosso primeiro artigo desta série sobre Citologia, temos que a célula animal é composta por membrana celular (ou plasmática), núcleo e citoplasma. Neste artigo iremos nos debruçar sobre as funções do núcleo celular.

Esta parte da célula é responsável por coordenar as funções celulares, atuando como um centro de controle. O número de núcleos por célula pode variar de acordo com o reino animal que estudamos. No entanto, a maior parte das células humanas possui um núcleo apenas, sendo denominada de mononucleada. Duas exceções interessantes são as células musculares estriadas, que são multinucleadas, e as hemácias, que são anucleadas (sem núcleo).

A parede celular que a delimita do citoplasma é denominada carioteca, um envoltório de constituição semelhante à membrana celular, ou seja, formado por lipídeos e proteínas. A carioteca é uma membrana dupla porosa, com capacidade de trocar materiais com o citoplasma. Devemos lembrar que os seres vivos que possuem carioteca são denominados eucariontes, enquanto que aqueles que não a possuem, procariontes. Além de ser permeável, a carioteca está ligada ao retículo endoplasmático rugoso, responsável pelo transporte e síntese de proteínas.

Já no interior do núcleo há o nucleoplasma ou cariolinfa, espécie de gel formado por proteínas e água, responsável por abrigar os filamentos de cromatina. Estes filamentos contêm grandes moléculas de DNA com proteínas associadas (histonas). Alguns desses trechos de filamento produzem enorme quantidade de RNA ribossômico – sendo RNA a sigla em inglês para ácido ribonucleico –, contribuindo para a formação do nucléolo. Esta estrutura consiste em uma pequena esfera não membranosa formada por um aglomerado de RNA ribossômico, DNA e proteínas, visível apenas quando a célula não está em processo de divisão. O RNA produzido no nucléolo, em determinadas regiões da cromatina, será um dos principais componentes formadores dos ribossomos, estrutura presente no citoplasma que será abordada num próximo artigo.

Gostou da nossa série de artigos? Então não percam a continuação dela, na qual terminaremos de explicar as estruturas importantes para o funcionamento da célula animal.

Manual do SISU e PROUNI

Manual do SISU e PROUNI

Receba gratuitamente

Não enviamos spam. Seu e-mail está 100% seguro!

Sobre o Autor

Matheus Andrietta
Matheus Andrietta

Fundador do Portal InfoEnem.