Estudando Energia para o Enem – Fontes energéticas

A interdisciplinaridade no Enem

O Exame Nacional do Ensino Médio é uma prova bastante interdisciplinar. Para comprovar isso, podemos começar analisando a forma de divisão da prova. Repare que os cadernos de prova não são divididos da mesma forma que as disciplinas do Ensino Médio, por exemplo, geografia, história, física, biologia, etc. Essas disciplinas se relacionam em quatro grandes áreas do conhecimento: linguagens, matemática, ciências humanas e ciências da natureza.

Pensando nisso, buscamos alguns temas que podem ser abordados de diversas formas e cobrados em questões de várias disciplinas. Um exemplo disso é o estudo das relações étnicos raciais (Veja a matéria) que já vimos como ser cobrado tanto em uma questão de Geografia (Leia o artigo) como de História da Arte (Clique aqui para acessar a matéria).

Outro assunto bastante cobrado no Enem em várias áreas do conhecimento é o estudo da energia. Para iniciar uma série de dicas de estudo sobre energia, vamos ver qual são as principais fontes energéticas. Você se lembra das características de cada uma delas?

Fontes energéticas

Uma classificação muito comum a ser feita quando se trata de fonte de energia é analisar se esta é renovável ou não renovável.

As energias renováveis são aquelas cujas fontes não se esgotam ao longo do tempo. Por exemplo, a energia solar, que tem como fonte o calor do Sol, que é algo que não se acaba. Todos esperamos que o Sol não vá deixar de existir de um dia para o outro, certo? Nem mesmo em dias chuvosos!

Por isso, não confunda: a fonte de energia deve ser inesgotável, mesmo que ela seja temporal / sazonal.

Os principais tipos de energias renováveis são:

Energia Solar

Tendo como fonte a luz do sol, essa energia pode ser aproveitada como fotovoltaica (efeito fotoelétrico para produção de eletricidade) e térmica (utilização do calor do sol para aquecimento de água para uso direto ou geração de vapor d’água). É uma energia limpa mas tem elevado custo no Brasil.

Energia Eólica

Tem como fonte o vento que ativa turbinas e geradores transformando energia mecânica em elétrica. É também uma energia limpa mas seus equipamentos são caros e a eficiência depende da região da usina, já que há lugares que os ventos são mais fortes.

Energia Hidrelétrica

É utilizada a água dos rios para movimentação de turbinas, transformando energia mecânica em elétrica. Bastante utilizada no Brasil por ser uma região ampla e com bastante recurso hídrico. Sua aplicação causa alguns impactos ambientais e sociais por causa do alagamento da região da usina, por isso deve ser bem planejada.

Biomassa

Essa produção de energia consiste na queima de materiais orgânicos, como bagaço de cana, lenha e outros resíduos. Durante a combustão, há liberação de gás carbônico, porém, este é utilizado pela própria vegetação para a fotossíntese. Por isso, caso tenha um controle dessa produção, ela pode ser considerada uma energia limpa.

As energias não renováveis são aquelas cujos recursos são limitados. Um exemplo é a termoelétrica que tem como fonte de energia a queima de combustíveis fósseis. Se o recurso se esgota, não há mais como produzir energia daquela forma.

Quanto às energias não renováveis, podemos separar da seguinte forma:

Combustíveis fósseis

Aqui ficam inclusos o petróleo, o gás natural, o carvão mineral, o xisto, etc. Essa fonte de energia é responsável por aproximadamente 80% da matriz energética do mundo. Por isso, é a principal fonte de energia em questão de importância econômica e política. Apesar de ser mais lucrativa, a queima desses combustíveis fósseis é muito poluente e responsável por grande parte do efeito estufa e aquecimento global.

Energia nuclear

O principal material utilizado para produção de energia nuclear é o urânio-235, que é um elemento radioativo. A fissão nuclear desse elemento é causada em reatores nucleares, havendo liberação de grande quantidade de energia. As usinas nucleares não são poluentes e a eficiência dessa produção é alta. Porém, seu uso deve ser muito controlado já que, em caso de acidente, o impacto é muito grande por ser um elemento radioativo.

Conhecendo as principais fontes de energia, vamos aplicar esse conhecimento em diversas áreas (química, física, geografia, história) e analisar como o Enem trata esses assuntos em suas questões. Continue nos acompanhando para não perder a continuação dessa série especial sobre Energia no Enem.

Bons estudos e até a próxima!

Manual do SISU e PROUNI

Manual do SISU e PROUNI

Receba gratuitamente

Não enviamos spam. Seu e-mail está 100% seguro!

Sobre o Autor

Fernando Buglia
Fernando Buglia

Físico formado pela Unicamp, professor de cursinho pré-vestibular e um dos proprietários do portal infoEnem.