Estudando o pH no Enem 2020

Em nossa postagem de hoje vamos abordar um conteúdo muito cobrado nas provas de química, não só do Enem, mas também dos vestibulares em geral. Vamos falar sobre o potencial hidrogeniônico, popularmente denominado pH! Para isso, vamos tratar sobre os principais conceitos sobre o assunto e, ao final, apresentaremos uma questão retirada do próprio Enem, com o objetivo de indicar como este conteúdo é abordado durante o exame.

Potencial hidrogeniônico (pH)

O primeiro passo para entendermos melhor sobre o pH é saber o que seu nome indica. O pH refere-se ao potencial hidrogeniônico de uma solução, ou seja, a concentração de íons hidrogênio (H+) que compõem a solução química.

O pH de uma solução pode ser calculado através da seguinte equação:

pH = -log[H+]

Desta maneira, podemos definir mais um conceito importante, que é a escala de pH. A escala de pH varia entre 0 e 14. Portanto, sabemos que uma substância com pH igual a 7 é considerada uma substância neutra, uma vez que este pH se encontra no centro da escala. A medida que a concentração de íons H+ aumenta, pela equação acima é percebido que o pH irá diminuir. Com isso, as substâncias que apresentam pH menor que 7 são denominadas substâncias ácidas, enquanto as substâncias com pH maior que 7 são substâncias básicas.

Você pode se lembrar do pH através da comparação com substâncias que utilizamos em nosso dia a dia. O sabão em pó, por exemplo, é uma substância básica que possui o pH em torno de 10. Já o vinagre, uma substância ácida, apresenta pH próximo a 3.

Outra escala que também podemos destacar é a escala do potencial hidroxiliônico, o pOH. O pOH mede a concentração de íons OH de uma substância, ou seja, funciona de maneira inversa ao pH. Desta forma, ao analisarmos a escala de pOH, que também varia entre 0 e 14, podemos afirmar que a soma de pH e pOH é igual a 14!

Questão do Enem

Com o objetivo de ilustrar como este conteúdo é normalmente cobrado nas provas do Enem, será mostrada a seguir uma questão retirada da prova de 2014 do Enem, que aborda com clareza os assuntos trazidos nesta postagem.

Um pesquisador percebe que o rótulo de um dos vidros em que guarda um concentrado de enzimas digestivas está ilegível. Ele não sabe qual enzima o vidro contém, mas desconfia que seja uma protease gástrica, que age no estômago digerindo proteínas. Sabendo que a digestão no estômago é ácida e no intestino é básica, ele monta cinco tubos de ensaio com alimentos diferentes, adiciona o concentrado de enzimas em soluções com pH determinado e aguarda para ver se a enzima age em alguns deles. O tubo de ensaio em que a enzima deve agir para indicar que a hipótese do pesquisador está correta é aquele que contém:”

a) cubo de batata em solução com pH = 9.

b) pedaço de carne em solução com pH = 5.

c) clara de ovo cozida em solução com pH = 9.

d) porção de macarrão em solução com pH = 5.

e) bolinha de manteiga em solução com pH = 9.

Alternativa correta: b.

Acesse o portal InfoEnem e tenha acesso aos melhores conteúdos e informações sobre o Enem 2020!

Por quê, Porquê, Porque e Por que: aprenda a diferença entre cada um para não errar no Enem!

A língua portuguesa é de fato muito rica e por isso traz um grande número de possibilidades para algumas palavras e isso, às vezes, pode causar dúvidas aos falantes de seu idioma. Uma dessas dúvidas mais comuns está ligada ao uso dos “porquês”. Na fala não há motivo nenhum para preocupação, mas na hora da escrita em norma padrão quase sempre é feita uma consulta para saber a diferença entre um e outro e não fazer feio no texto.
https://infoenem.com.br/por-que-porque-porque-e-por-que-aprenda-a-diferenca-entre-cada-um-para-nao-errar-no-enem/

O que é SiSU?

É o sistema informatizado do MEC por meio do qual instituições públicas de ensino superior (federais e estaduais) oferecem vagas a candidatos participantes do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio).
https://infoenem.com.br/como-funciona-o-sisu/

Manual do SISU e PROUNI

Manual do SISU e PROUNI

Receba gratuitamente

Não enviamos spam. Seu e-mail está 100% seguro!