Expectativa Sobre a Nota da Redação do ENEM

As regras do ENEM estipulam que, depois de um determinado tempo em sala, durante o exame, os candidatos que acabarem podem sair com o caderno de questões e, consequentemente, com o rascunho da redação. Muitos jovens alunos levam este rascunho aos seus professores de Língua Portuguesa para que estes leiam seus textos e deem uma opinião e até uma nota, o que é compreensível, pois a expectativa sobre a pontuação oficial é grande, já que a redação tem peso significativo na nota total do ENEM.

No começo deste ano, quando as notas foram divulgadas, alguns candidatos, de todo o Brasil, entraram com recursos judiciais pedindo a revisão da correção da redação baseados na nota do ENEM anterior, 2011, e na opinião e avaliação dadas pelos seus professores em seus rascunhos e este fato foi noticiado por toda a mídia televisiva, impressa e virtual. Estes candidatos tiveram seus textos revisados e, a grande maioria, teve sua nota mantida, ou seja, esta não foi alterada nem para mais nem para menos.

Sabemos, sem sombra de dúvida, que o ENEM ainda tem pontos a melhorar devido a sua enorme abrangência e que os candidatos se assustam ao ver uma nota inferior a de uma edição passada ou a dada pelo seu professor, com o qual possui uma relação de confiança e de amizade, mas algumas reflexões devem ser feitas para o ENEM 2013 pensando nesses acontecimentos.

O tema do ENEM 2011 – Viver em rede no século XXI: os limites entre o público e o privado – foi mais fácil do que o do ENEM 2012 – O movimento imigratório para o Brasil no século XXI – por se tratar de um assunto atual a todo o momento, não apenas no da aplicação do exame, pois a maciça maioria da população possui perfil em, pelo menos, uma rede social. A questão imigratória para o Brasil neste século também é atual, mas esteve mais em voga no fim de 2011 e no início de 2012, como já dissemos em outro artigo, e necessitava de uma atualização e informação maior por parte do candidato, apesar da coletânea ter dado um embasamento adequado para quem não estava tão a par do assunto.

Devido a esta mudança de grau de dificuldade, é claro que a nota, em geral, da redação, caiu e alguns candidatos não fizeram o exercício de comparar suas notas dos ENEMs 2011 e 2012 tendo em mente esta mudança, esta dificuldade. Neste ano, a nota pode subir, já que a Lei Seca e seus efeitos é um tema presente, de tempos em tempos, na mídia e é, sem dúvidas, na vida das pessoas, pois alterou hábitos, como também já abordamos.

Outro fator esquecido é que, sim, há dias em que estamos mais dispostos a escrever e há dias em que não estamos tão dispostos assim e isso não é papo de escritor, é real, principalmente para quem não tem, como costume frequente, escrever. Isso também conta e está relacionado com o tema: com um mais fácil, obviamente, a escrita da redação flui melhor.

Um último aspecto que deve ser levado em consideração é a opinião do professor sobre o rascunho do texto. Com todo o enorme respeito a todos os professores brasileiros, nós que não fazemos parte da banca corretora do ENEM, sabemos, apenas, o que é divulgado pelos responsáveis pela prova, apenas a grade que é publicada no Guia do Participante e podemos, sim, emitir nossas opiniões acerca das redações dos nossos alunos, mas deixando claro que esta opinião é levando em consideração aquilo que é divulgado, já que os maiores detalhes da grade são passados, apenas e, claro, aos corretores. Sabe-se que a grade é esmiuçada e detalhada no momento da correção e, somente, para os corretores.

Portanto, na hora de receber a nota da redação do ENEM 2013, muita calma, ponderação e bom senso. Reflita sobre todo o seu estudo, suas leituras diárias, sua escrita, seu estado de espírito no momento do exame antes de qualquer revolta. Dúvidas, óbvio que existem, em qualquer prova ou concurso. E os recursos estão aí, para serem usados, mas se realmente estiverem fundamentados com argumentos sólidos.

 


*CAMILA DALLA POZZA PEREIRA é graduada em Letras/Português pela UNICAMP – Universidade Estadual de Campinas/SP – Atua na área de Educação exercendo funções relativas ao ensino de Língua Portuguesa, Literatura e Redação. Foi corretora de redação em grandes universidades públicas. Participou de avaliações e produções de diversos materiais didáticos, inclusive prestando serviço ao Ministério da Educação.

**Camila também é colunista semanal sobre redação do infoEnem. Um orgulho para nosso portal e um presente para nossos leitores! Suas publicações serão sempre às quintas-feiras, não percam!

Veja mais artigos da professora Camila

Manual do SISU e PROUNI

Manual do SISU e PROUNI

Receba gratuitamente

Não enviamos spam. Seu e-mail está 100% seguro!

Sobre o Autor

InfoEnem
InfoEnem

Portal InfoEnem - O portal mais completo do Enem. 10 anos abordando os principais assuntos do maior vestibular do país. - Artigos; - Notícias; - Apostilas; - Cursos On-line.