Guia de Profissões 2014: Medicina Veterinária

O médico veterinário tem um campo de atuação muito amplo, desde assistência clínica até inspeção da produção de alimentos de origem animal. O curso tem como objetivo a manutenção e restauração da saúde.

Para falar mais sobre o curso, trazemos hoje em nosso Guia de Profissões uma entrevista com Thamires Góes, graduanda de Medicina Veterinária na Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP).

 
1- Por que escolheu Medicina Veterinária?
Sempre gostei muito de qualquer tipo de animal, e sempre me vi cuidando e querendo melhorar a vida deles de qualquer forma, então não me imaginava fazendo outro curso.

 
2– Na prática, sua visão sobre o curso mudou? Conte-nos um pouco sobre sua rotina.
Depois que ingressei no curso, percebi que o pré requisito não é apenas gostar de animais. Minha visão mudou em muitos sentidos, pois percebi que o veterinário não é apenas o profissional que cuida de “bichinhos”, mas sim um profissional que atua em muitas áreas, desde de o momento que se é colocado um leite ou carne na mesa (alimentos que passam por inspeção do veterinário) e quanto ao cuidado da saúde da população, no controle de zoonoses, por exemplo. O curso é integral, o primeiro ano é bem básico e tem matérias como: Introdução a medicina veterinária, anatomia, histologia, zootecnia, além de outras não menos importantes. E a partir do segundo ano, o curso fica mais específico, abrangendo matérias desde fisiologia até clinica cirúrgica, a grade pode variar dependendo das exigências de cada faculdade. Na universidade, desde o primeiro ano podemos fazer estágio em qualquer área: hospital de pequenos animais, de grandes animais, ovinocultura, manejo de gado de leite e até mesmo na inspeção de alimentos de origem animal.

 
3 – Quais os principais benefícios e dificuldades de fazer esse curso?
O curso te oferece estágio desde o primeiro ano, algo que dá um grande diferencial ao final do curso, e também te oferece uma grande área de atuação desde clínica de animais de companhia, até em laboratórios analisando exames, ou trabalhando na saúde pública.

Uma dificuldade que encontramos, infelizmente, é a precariedade de algumas universidades, especialmente públicas que tem material escasso e algumas vezes pode prejudicar na sua formação, por ser um curso que exige prática, é primordial ter materiais para as aulas práticas.

 
4- Quais as principais características que você acredita serem necessárias para quem escolher esse curso?
Primeiramente, gostar de animais, mas não é a razão totalmente suficiente para sua escolha. Quem escolher essa profissão deve ter consciência das adversidades do dia-a-dia, incluindo o sofrimento de muitos animais, saber lidar com proprietários, pois não ache que lidará apenas com animais, essa profissão também envolve relações com pessoas. É bom também se informar sobre o conteúdo estudado no curso, assim como as perspectivas de trabalho.

 
5- Gostaríamos que você desse dicas, conselhos ou qualquer outro tipo de informação que ajude nossos leitores a decidir seguir (ou não) a sua profissão.
Para seguir qualquer profissão é preciso ter muita calma e analisar matérias que você tem mais afinidade. O curso de medicina veterinária é composto maioritariamente por matérias na área de biológicas e, para quem se identifica com essa área, já é um ponto positivo. É importante que o estudante converse com vários profissionais e leia muito sobre a profissão. 

 


Agradecemos à Thamires Góes por nos conceder essa importante entrevista.

Manual do SISU e PROUNI

Manual do SISU e PROUNI

Receba gratuitamente

Não enviamos spam. Seu e-mail está 100% seguro!

Sobre o Autor

InfoEnem
InfoEnem

Portal InfoEnem - O portal mais completo do Enem. 10 anos abordando os principais assuntos do maior vestibular do país. - Artigos; - Notícias; - Apostilas; - Cursos On-line.