Guia de Profissões 2014: Relações Internacionais (RI)

O curso de Relações Internacionais tem como objetivo tratar as relações entre povos, nações e empresas em diversos aspectos: social, político, militar, econômico, comercial, cultural e jurídico.

Para nos contar mais sobre o curso, trazemos hoje uma entrevista com Thaís Amparo, graduanda de Relações Internacionais na Universidade Anhembi Morumbi.

 
1- Por que escolheu Relações Internacionais?
Em primeiro lugar, eu me voltei para a área de humanas pelo motivo mais comum: eu sou horrível com números. Porém, além disso, sempre gostei muito de história, política e a leitura frequente.

 
2– Na prática, sua visão sobre o curso mudou? Conte-nos um pouco sobre sua rotina.
Mudou bastante. Nunca pensei que fosse ir tão a fundo em temas históricos e estratégias políticas de guerra, assim como a origem e formação de grandes Estados e Organizações. Particularmente é uma das minhas áreas favoritas para estudar. No entanto, eu com certeza não esperava que fosse aprender e entender a parte financeira de uma empresa, cálculo de PIB e outros assuntos relacionados ao mercado financeiro. Não vou mentir, não me agradou em nada ter esse tipo de matéria, porém, agregou, e muito, meu conhecimento sobre a área corporativa que quero seguir. Atividades extracurriculares variam de cada universidade, nesse curso, podem ser validados desde visitas a museus até trabalhos voluntários. Estou no 6º semestre e ainda não trabalho por opção. Pelo que vejo e sinto do curso, estágios são mais acessíveis a partir do penúltimo ano de curso. Se você fala outro idioma com certeza será um diferencial, porém aconselho que tenha um maior foco, além do inglês, em espanhol, francês e alemão. Principalmente alemão, se você almeja as indústrias e câmaras de comércio. Atualmente eu estou na Espanha e sei que, sem um estágio, todo meu investimento em cursos de idiomas e estudos internacionais não valerá de nada. Eu tive a opção de não fazer estágio até que meu último ano chegasse, no entanto, aconselho que a partir do 4º semestre já se faça disso uma prioridade.

 
3 – Quais os principais benefícios e dificuldades de fazer esse curso?
Além de ter uma aquisição informativa muito grande, sua aquisição cultural e social pode ser maior ainda. O contato com outras línguas e culturas testa sua capacidade em saber manejar qualquer tipo de situação, saber oferecer uma visão dos dois lados de qualquer problema, saber compreender e eleger as melhores soluções. Não se engane, a qualquer momento da sua carreira você pode ter contato com “o mundo diferente do seu”, seja esse contato direto ou indireto, sua formação te prepara para lidar, prever e criar não somente soluções e cenários, como também obstáculos. Seu diferencial será saber, com toda sua bagagem, como prever e lidar com esses possíveis obstáculos, seja para uma instituição privada, seja para o governo ou uma ONG.

Uma das minhas maiores dificuldades tem sido com a parte financeira que o curso trata, você pode encontrar matérias como Economia, Economia Brasileira, Finanças Internacionais, Políticas de Comércio Exterior, Análise Contábil e Financeira etc. Tudo depende da sua grade curricular a ser cumprida. Saiba que você vai ver números… Muitos. No entanto, nada para se espantar, estou no 6º semestre e até agora nenhuma conta chegou a dar tela azul ou error 404 em mim. Eu só tive que me esforçar um pouco mais para entendê-las.

 
4- Quais as principais características que você acredita serem necessárias para quem escolher esse curso?
Você tem que ter a mente aberta. Você tem que entender que nunca existe um único lado a ser analisado. Você tem que olhar ambos os lados de maneira igual, de maneira neutra para poder ter um julgamento efetivo da situação e quando digo isso, é de qualquer situação, tanto a nível mundial como conflitos armados, intervenções, mercado financeiro, monopólio ou choque cultural, como em níveis domésticos em casos de conflitos ideológicos, opiniões políticas, governo ou economia. Inclusive em relações profissionais ou pessoais. Você tem que treinar e aperfeiçoar sua capacidade de ser neutro e unir isso a sua formação, a toda informação e ensinamentos que teve ao longo dos anos de curso.

 
5- Gostaríamos que você desse dicas, conselhos ou qualquer outro tipo de informação que ajude nossos leitores a decidir seguir (ou não) a sua profissão.
Não escolha o curso tendo em mente que você vai viajar para fora. Sim, você vai, em algum momento da sua carreira, mas as viagens internacionais são uma consequência e não uma condição. A experiência internacional é consequência do investimento que você faz do seu tempo. Lembre-se: você vai ser pago pela sua capacidade de prever, criar, resolver e fazer possível o que outros não conseguem, porque não têm a sua carga de informação e habilidade para manejar qualquer situação.

Você pode trabalhar em qualquer área, seus conhecimentos, oratória ou até habilidade de convencer, podem ser aplicados em qualquer área. Se você espera um estágio logo no começo do curso são raros os casos em que isso se torna possível. A maioria dos meus companheiros de curso teve enorme facilidade em encontrar estágios em grandes empresas a partir do penúltimo e último ano de faculdade.

Não é uma formação fácil se você não se comprometer em melhorar. Se você pensar em si mesmo como um produto, você tem que melhorar a qualidade desse produto para que alguém se interesse por comprá-lo e até mesmo exportá-lo. Invista seu tempo, principalmente em idiomas e se mantenha atualizado com o que acontece no seu país e no mundo. Parece um grande trabalho, mas falando como uma pessoa que adora ler livros que não tem nada a ver com seu curso e é viciada em séries, estudar outras línguas e ler um pouquinho todo dia não toma nem duas horas por dia do seu tempo e você ainda pode se dedicar a outras coisas. E vale a pena cada segundo, porque se você não tem a oportunidade que você sonha para uma experiência internacional, essa oportunidade virá até você se achar que você está valendo a pena.

 


Agradecemos muito à Thaís Amparo por nos ter mostrado uma visão madura e dicas tão importantes sobre o curso.

Manual do SISU e PROUNI

Manual do SISU e PROUNI

Receba gratuitamente

Não enviamos spam. Seu e-mail está 100% seguro!

Sobre o Autor

InfoEnem
InfoEnem

Portal InfoEnem - O portal mais completo do Enem. 10 anos abordando os principais assuntos do maior vestibular do país. - Artigos; - Notícias; - Apostilas; - Cursos On-line.