Inep e Ministério vão recorrer

Depois da justiça do Ceará, através do juiz da 1ª Vara Federal, Luis Praxedes Vieira da Silva, determinar a anulação das 13 questões que vazaram na edição do Enem 2011, realizadas no dias 22 e 23 de outubro, o Inep, através de sua presidenta  Malvina Tuttman juntamente com o Ministério da Educação, através do ministro Fernando Haddad, reafirmaram que irão recorrer da decisão judicial de Fortaleza.

Mesmo ressaltando que, graças a Teoria de Resposta ao Item (TRI), o cancelamento das questões não afetaria a pontuação total pré-estabelecida, para eles, a anulação em todo território nacional das questões que teriam sido apropriadas pelos alunos do Colégio Christus, em Fortaleza, foi desproporcional a ocasião. Acreditam que a melhor medida em resposta ao vazamento, analisando até pedagogicamente, seja a anulação das provas dos alunos que realizaram o exame no referido colégio.

Manual do SISU e PROUNI

Manual do SISU e PROUNI

Receba gratuitamente

Não enviamos spam. Seu e-mail está 100% seguro!

Sobre o Autor

Fernando Buglia
Fernando Buglia

Físico formado pela Unicamp, professor de cursinho pré-vestibular e um dos proprietários do portal infoEnem.