Informações Sobre o Enem 2020 e Expectativas Para 2021

Que 2020 foi um ano atípico todos nós já sabemos. Afinal, a pandemia da COVID-19 fez com que diversas atividades fossem alteradas com o objetivo de conter o avanço deste vírus. Com mudanças em todas as áreas do país, com o Enem isso não seria diferente. Dito isso, vamos acompanhar a seguir o que ocorreu de importante no Enem 2020, assim como a expectativa para esse exame no ano de 2021.

Enem 2020: O que aconteceu de importante?

  • Prova digital: Além de todas as dificuldades enfrentadas pelo país e pelos alunos, o Enem 2020 contou com uma grande novidade: a prova digital! A prova digital do Enem, que era esperada há alguns anos, teve a sua primeira aplicação no Enem 2020. Foram inscritos, inicialmente, 100 mil alunos, como parte de um projeto piloto que tem como objetivo tornar o Enem totalmente digital até o ano de 2026. Em relação a problemas estruturais, foram raríssimos os casos, mas ainda há um grande caminho a ser percorrido nos próximos anos.
  • Adiamento das provas: Durante grande parte do ano de 2020 foi debatido o adiamento das provas do Enem 2020. As provas, que estavam previstas para o mês de novembro de 2020, foram aplicadas nos dias 17 e 24 de janeiro (prova impressa) e 31 de janeiro e 7 de fevereiro (prova digital). A segunda aplicação do Enem, destinada aos candidatos que não puderam comparecer ao exame em função de doenças infectocontagiosas, para o estado do Amazonas e duas cidades de Rondônia que adiaram o Enem, ocorreu nos dias 23 e 24 de fevereiro.
  • Abstenção recorde: Outro fato que (infelizmente) merece destaque é a abstenção recorde no Enem 2020. Em função da pandemia e das incertezas em relação ao cumprimento do isolamento social, a abstenção do Enem 2020 foi recorde. Na primeira aplicação da prova impressa do Enem, dos mais de 5,5 milhões de candidatos inscritos, 2,84 milhões não compareceram no primeiro dia do exame, enquanto 3,05 milhões não realizaram a prova no segundo dia, resultando em uma média de 53,4%. Para a prova digital, a abstenção média ficou próxima dos 70%, ou seja, dos 96 mil candidatos inscritos, pouco mais de 29 mil compareceram. Na segunda aplicação do Enem, a abstenção foi ainda maior, uma vez que a abstenção média ficou na casa dos 72,4%, para os quase 170 mil inscritos.

Quando serão divulgados os resultados do Enem 2020?

Mesmo com a abstenção mostrada acima, os candidatos que prestaram o exame aguardam ansiosamente pela nota, que pode ser a porta de entrada para uma grande universidade pública ou privada. De acordo com o edital do Enem 2020, as notas devem ser divulgadas no dia 29 de março! Portanto, estamos a duas semanas da divulgação destas notas!

Já os alunos que realizaram o Enem 2020 como treineiros, poderão consultar o desempenho no exame somente no dia 29 de maio.

Qual a expectativa para o Enem 2021?

Com tantas dificuldades enfrentadas desde o último ano, a primeira expectativa é que possamos superar a pandemia da COVID-19 o quanto antes, evitando adiamentos e até cancelamentos do Enem 2021.

Considerando a prova regular, é esperada uma alta adesão por parte dos alunos. Afinal, o número de abstenções foi muito grande no ano de 2020, e acredita-se que tenhamos uma grande quantidade de inscritos no Enem 2021, o que torna ainda mais necessária uma preparação por parte dos alunos, realizando provas anteriores e entendendo o conteúdo do exame.

Ainda, é esperada a ampliação do Enem digital, o que é necessário para colocar em prática o projeto de tornar as provas do Enem 100% digitais.

Desta maneira, podemos afirmar que o Enem 2020 teve uma série de acontecimentos inesperados que não influíram diretamente na dificuldade das provas, mas impactaram no número de abstenções. Para o ano de 2021, esperamos superar esta pandemia, aumentando assim o número de inscritos e participantes no Enem 2021.

Acesse o portal InfoEnem e tenha acesso aos melhores conteúdos e informações sobre o Enem 2021!

Por quê, Porquê, Porque e Por que: aprenda a diferença entre cada um para não errar no Enem!

A língua portuguesa é de fato muito rica e por isso traz um grande número de possibilidades para algumas palavras e isso, às vezes, pode causar dúvidas aos falantes de seu idioma. Uma dessas dúvidas mais comuns está ligada ao uso dos “porquês”. Na fala não há motivo nenhum para preocupação, mas na hora da escrita em norma padrão quase sempre é feita uma consulta para saber a diferença entre um e outro e não fazer feio no texto.
https://infoenem.com.br/por-que-porque-porque-e-por-que-aprenda-a-diferenca-entre-cada-um-para-nao-errar-no-enem/

O que é SiSU?

É o sistema informatizado do MEC por meio do qual instituições públicas de ensino superior (federais e estaduais) oferecem vagas a candidatos participantes do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio).
https://infoenem.com.br/como-funciona-o-sisu/