No Enem, sem esforço não há recompensa!

No pain, no gain (“sem dor, sem ganho”). Essa conhecida expressão americana é, originalmente, um termo usado na prática do halterofilismo. Entretanto, como sua lógica serve para inúmeros outros exemplos da vida, ela se popularizou. Tanto que temos diversas traduções alternativas, como “sem esforço, não há recompensa”.

E quando falamos de Enem, essa frase se encaixa perfeitamente.

Não há dúvidas que o vestibular é um dos maiores desafios do jovem brasileiro. A altíssima concorrência e o extenso conteúdo exigido tornam a situação ainda mais estressante.

Como professor de ensino médio e cursinho pré-vestibular, infelizmente percebo que muitos jovens, na ânsia de ingressar num ensino superior de qualidade, tomam atitudes e estratégias de puro desespero e de pouca efetividade.

Freqüentemente, nas palestras e aulas que ministro, gosto de destacar que não existem atalhos na preparação para uma prova tão extensa e cansativa como o Enem. Quer alguns exemplos? Muitos estudantes acabam tentando decorar fórmulas de química e/ou física associando a expressão matemática a uma música. Outros chegam a colocar essas fórmulas em geladeiras ou cabeceiras de cama. Peço desculpas aos professores que pensam diferente, mas acredito que esses métodos, além de superficiais, são ineficientes.

E não pense que estou me referindo apenas as exatas. Caso faça 200 exercícios de citologia, pode ter certeza que não precisará de nenhuma música para guardar as funções de cada organela! Ciências humanas? Mesma coisa!

Assim como tantos outros grandes objetivos, conseguir uma nota alta no Enem requer muita dedicação, foco, persistência e treinamento dos candidatos. O melhor jeito de decorar fórmulas e/ou pontos importantes de cada disciplina não é cantando e sim realizando muitos exercícios.

Portanto, meu recado para você que está se preparando para o exame é muito simples. Não acredite em métodos rápidos e fáceis. Como já disse anteriormente, não existe atalho. O jeito é estudar a teoria a fundo (prestando atenção nas aulas e lendo bastante) e realizar o maior número de exercícios possíveis. É claro que este método não será prazeroso, principalmente quando estudar disciplinas que não gosta. Entretanto, esse será o caminho que certamente levará aos melhores resultados.

Afinal, perceba que até rima: No Enem, no pain, no gain!


*Fernando Buglia é formado em física pela UNICAMP e atua como professor de ensino médio e cursinho pré-vestibular na rede particular. Também é um dos criadores do site Infoenem.

Manual do SISU e PROUNI

Manual do SISU e PROUNI

Receba gratuitamente

Não enviamos spam. Seu e-mail está 100% seguro!

Sobre o Autor

InfoEnem
InfoEnem

Portal InfoEnem - O portal mais completo do Enem. 10 anos abordando os principais assuntos do maior vestibular do país. - Artigos; - Notícias; - Apostilas; - Cursos On-line.