O Dilema das Redes

Mesmo quem não é vestibulando e tem um celular deveria assistir o documentário “O Dilema das Redes”. Reunindo diversos especialistas, ativistas e funcionários de empresas como o Google, o Facebook, o Twitter e o Pinterest, o longa nos mostra exatamente como nós, os usuários das redes sociais, somos o produto por trás do lucro das gigantes tecnológicas.

A ideia do documentário

Em primeiro lugar, o longa nos mostra que muitas pessoas que atuam dentro dessas corporações acabam deixando-as por questões éticas: poucas pessoas conseguem se sentir confortáveis ao presenciar a privacidade sendo banalizada e a manipulação massiva ocorrendo naturalmente.

Apesar de não ser surpresa pra ninguém, o fato é que seus dados, preferências, sentimentos e comportamentos, são todos acessados por esses empresas, que os mantém bem guardadinhos. Elas sabem, pelo seu padrão de interação nas redes, quando você está triste, feliz, empolgado e etc. E tendo essas informações, essas empresas, que lucram com propaganda, indicam os produtos e serviços ideais para te fazer ficar coerente com o seu sentimento. Mágico né? Não.

Essas propagandas veiculadas na hora certa para a pessoa certa, nos induz a tomarmos decisões que não são nossas, não são independentes, são manipuladas. E essa manipulação, feita por inteligência artificial, se torna cada vez mais exata e aprimorada, chegando em um nível que não só te induz a comprar algum produto ou consumir propaganda, mas a levar certas coisas para o “mundo real”.

O documentário mostra que, além de tudo, essa manipulação resulta em determinantes políticos que impactam todo um sistema – a ascensão de grupos radicais que se organizam em fóruns online, a eleição de líderes que alimentam seus apoiadores com fake news, a manifestação de ódio contra minorias étnicas, tudo isso são sintomas da nossa era, onde as redes definem quem somos e como vivemos.

Coisas que você vai descobrir – e que vão te deixar impactado

  • Você não é um cliente das redes, você é o produto que o Twitter, o Instagram e o Facebook vendem para grandes empresas. Falou de um produto e ele apareceu na sua timeline? Então…já parou para pensar no real motivo?
  • Quanto tempo você passa nas redes sociais? Aplicativos como o Instagram te mostram essa informação, e você vai ficar chocado! Geralmente gastamos horas e mais horas do nosso dia, onde poderíamos estar estudando, curtindo amigos e família, fazendo exercícios, apenas rolando a tela do nosso feed. E ao fazer isso, damos muito dinheiro para as empresas – não esquece, VOCÊ É O PRODUTO!
  • Você e seu tio que espalha fake news no WhatsApp alimentam o mesmo sistema e são, em partes, responsáveis pelas consequências desse sistema.
  •  Devo simplesmente apagar minhas redes? Olha, excluir não é o ideal, depende dos seus juízos de valor! Mas dar uma maneirada, é bem interessante, pelo seu bem e do resto do mundo!

Se interessou por assistir esse documentário? Ele está disponível na Netflix, e é uma ótima maneira de estudar para o ENEM e outros vestibulares, além de melhorar seus comportamentos e te dar mais conhecimento para não ser manipulado!

Questão – Enem 2014

As redes sociais tornaram-se espaços importantes de relacionamento e comunicação. A charge apresenta o impacto da internet na vida dos indivíduos quando faz referência à

a) ampliação do poder dos clérigos no controle dos fiéis.

b) adequação dos ritos sacramentais ao cotidiano.

c) perda de privacidade em ambiente virtual.

d) reinterpretação da noção de pecado.

e) modernização das instituições religiosas.

ALTERNATIVA CORRETA – C

Acesse o portal InfoEnem e tenha acesso aos melhores conteúdos e informações sobre o Enem 2020!

Por quê, Porquê, Porque e Por que: aprenda a diferença entre cada um para não errar no Enem!

A língua portuguesa é de fato muito rica e por isso traz um grande número de possibilidades para algumas palavras e isso, às vezes, pode causar dúvidas aos falantes de seu idioma. Uma dessas dúvidas mais comuns está ligada ao uso dos “porquês”. Na fala não há motivo nenhum para preocupação, mas na hora da escrita em norma padrão quase sempre é feita uma consulta para saber a diferença entre um e outro e não fazer feio no texto.
https://infoenem.com.br/por-que-porque-porque-e-por-que-aprenda-a-diferenca-entre-cada-um-para-nao-errar-no-enem/

O que é SiSU?

É o sistema informatizado do MEC por meio do qual instituições públicas de ensino superior (federais e estaduais) oferecem vagas a candidatos participantes do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio).
https://infoenem.com.br/como-funciona-o-sisu/

Manual do SISU e PROUNI

Manual do SISU e PROUNI

Receba gratuitamente

Não enviamos spam. Seu e-mail está 100% seguro!

Sobre o Autor

Raphaele Godinho
Raphaele Godinho

Raphaele Godinho: Estudante de Relações Internacionais, coordenação do movimento Resgatando e Valorizando a Mulher, Three Dot Dash Global Teen Leader 2020 by We Are a Family Foundation.