O Sistema Internacional de Unidades (S.I.)

A partir do momento em que iniciamos a preparação para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e para outros vestibulares, passamos a acompanhar todos os dias exercícios e suas resoluções, assim como uma série de conteúdos teóricos que fazem total diferença em sua preparação.

No entanto, costumamos deixar de lado alguns conteúdos de grande importância, que normalmente fazem parte da solução de um exercício, mas também podem ser usados como a principal parte da resposta de um problema. Alguns temas podem ser destacados nestas condições, como os algarismos significativos e a notação científica.

Além disso, mais um tema que sempre está presente nas questões de química, física e matemática do Enem são as unidades do Sistema Internacional de Unidades (S.I.). Sendo assim, será apresentado a seguir tudo o que você precisa saber sobre o S.I., destacando também como este conteúdo pode ser abordado em provas como o Enem!

O Sistema Internacional de Unidades (S.I.)

O Sistema Internacional de Unidades, popularmente tratado apenas pela sua sigla (SI), é utilizado com frequência em dezenas de exercícios que fazem parte do Enem. As unidades que fazem parte do SI são consideradas as referências oficiais para a sua área de conhecimento, e podem ser aplicadas em dezenas de problemas.

Atualmente, o Sistema Internacional de Unidades é composto por sete unidades principais, que são aplicadas em áreas diferentes. Confira a seguir cada uma destas unidades e suas representações:

  • Quilograma (Kg): o quilograma é uma das unidades mais conhecidas dentro do SI, e também muito utilizada em nosso dia a dia. O Kg é a unidade de referência para a massa. Então, é muito provável que você já tenha relacionado isso com nosso dia a dia!
  • Metro (m): já o metro, representado pela letra m, é a unidade de referência para medida. Também é muito aplicado em nossa rotina, assim como seus derivados para outras dimensões, como a área e o volume.
  • Segundo (s): também muito conhecido pela maioria dos estudantes e com bastante aplicação no cotidiano, o segundo é a unidade de referência do Sistema Internacional para o tempo. Além do segundo, também utilizamos algumas outras unidades, como o minuto e a hora.
  • Mol (mol): por sua vez, o mol é a unidade de referência para quantificar algum elemento (normalmente o número de átomos ou moléculas, uma vez que este valor é significativamente alto). Assim, o mol não é aplicado em nosso dia a dia, embora seja muito aplicado pelos estudantes do ensino médio.
  • Kelvin (K): também não aplicado em nosso dia a dia, o kelvin é a unidade de referência internacional para medidas de temperatura. Dessa forma, precisamos trabalhar conversões para relacionar o Kelvin com nossa unidade de temperatura usual, que é o grau Celsius (°C).
  • Ampère (A): podemos encontrar o ampère em nossa rotina, principalmente quando precisamos trabalhar com aparelhos que utilizam a eletricidade. Além disso, conhecer esta referência no Sistema Internacional é muito importante, visto que será muito utilizada nos exercícios de eletricidade e magnetismo.
  • Candela (cd): por fim, candela é a unidade de referência para medidas de intensidade luminosa. Desse modo, provavelmente seja a menos conhecida entre as unidades aqui apresentadas. Apesar disso, é muito importante para a área, e deve ser aplicada em nossos exercícios.

Dessa maneira, foram apresentadas ao longo da nossa publicação as sete unidades de referência dentro do Sistema Internacional de Unidades (S.I.). Conhecer estas unidades é muito importante para se sair bem no Enem. Em nossa próxima publicação, você poderá conferir as principais aplicações deste conceito, assim como o que você deve ficar de olho para se sair bem no Enem!

Acesse o portal InfoEnem e tenha acesso aos melhores conteúdos e informações sobre o Enem 2022!

Por quê, Porquê, Porque e Por que: aprenda a diferença entre cada um para não errar no Enem!

A língua portuguesa é de fato muito rica e por isso traz um grande número de possibilidades para algumas palavras e isso, às vezes, pode causar dúvidas aos falantes de seu idioma. Uma dessas dúvidas mais comuns está ligada ao uso dos “porquês”. Na fala não há motivo nenhum para preocupação, mas na hora da escrita em norma padrão quase sempre é feita uma consulta para saber a diferença entre um e outro e não fazer feio no texto.
https://infoenem.com.br/por-que-porque-porque-e-por-que-aprenda-a-diferenca-entre-cada-um-para-nao-errar-no-enem/

O que é SiSU?

É o sistema informatizado do MEC por meio do qual instituições públicas de ensino superior (federais e estaduais) oferecem vagas a candidatos participantes do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio).
https://infoenem.com.br/como-funciona-o-sisu/