O transporte de seiva bruta nas plantas

A seiva bruta consiste em água, minerais e até mesmo pequenas moléculas orgânicas que podem ser retiradas do solo e conduzidas pelo xilema (tecido vascular da planta). A água possui um papel fundamental para a planta, sendo a sua disponibilidade, fator decisivo para os processos de fotossíntese e consequentemente para o crescimento e a expansão de folhas. Portanto, para evitar déficits hídricos, as plantas terrestres necessitam manter uma relação equilibrada entre absorção, transporte e perda de água. Abordaremos então, o processo e as forças que regem o movimento da água do solo ao longo do caule e folhas.

Vamos começar pela raiz, que é a parte em contato direto com o solo, a porção apical da raiz é o local que prontamente absorve maior quantidade de água, a maior área de absorção é na zona pilífera ou pilosa encontrada nas partes mais novas da raiz, sendo que as partes mais maduras possuem um tecido de proteção hidrofóbico, sendo pouco permeáveis. Em algumas plantas ocorre um processo chamado de pressão de raiz, que consiste no acumulo de íons (solutos) na seiva, diminuindo o potencial osmótico e hídrico no xilema resultando em uma pressão positiva na raiz, permitindo a retirada de água do solo com um maior potencial hídrico. Esse processo é de fácil observação em plantas com gutação, a pressão positiva no xilema provoca exsudação da seiva do xilema por poros especializados chamados hidatódios.

Fonte: https://www.agriconline.com.br/post-unico/2019/06/12/Como-a-%C3%A1gua-age-na-planta

Embora a pressão positiva de raiz seja responsável pela captação de água do solo ela é ineficiente em solos secos ou em plantas que possuem uma alta taxa de transpiração, além disso, não é suficiente para a condução de água ao topo de árvores mais altas. Entretanto, para isso, temos a teoria de coesão-tensão de ascensão de seiva bruta de Dixon. Segundo a teoria, o topo de uma árvore desenvolve uma grande tensão, resultando em uma pressão hidrostática negativa, e sabe-se que a água se descola de uma pressão hidrostática mais elevada para uma menos elevada. Assim sendo, essa pressão seria responsável por “puxar” a água pelo xilema. Vamos entender melhor como isso ocorre!

A energia que impulsiona o movimento de água através das plantas vem diretamente do Sol, de forma que este aciona o processo de transpiração e fotossíntese. Para que ocorra a fotossíntese, faz-se necessário a abertura do complexo estomático que permitem as trocas gasosas com o meio, com isso, a água é puxada do xilema para as células do mesófilo, a água então se difunde para os espaços intercelulares e posteriormente através dos estômatos para o ambiente. A perda de água da planta para o ambiente, gera uma maior concentração de solutos no interior das células que armazenam os produtos da fotossíntese, gerando um menor potencial hídrico, com isso, a água se move por osmose de células adjacentes com maior potencial hídrico. Dessa forma, a água é transportada célula a célula até atingir o sistema vascular gerando uma pressão favorável em todo xilema, tornando possível o transporte de seiva da raiz às folhas.  Resumidamente, precisamos de três forças para a condução de xilema ao longo da planta, a força de coesão e adesão da água, além da força de tensão provocada pela transpiração.

Questão do Enem – 2016

A figura ilustra o movimento da seiva xilêmica em uma planta

Mesmo que essa planta viesse sofrer ação contínua do vento e sua copa crescesse voltada para baixo, essa seiva continuaria naturalmente seu percurso.

O que garante o transporte dessa seiva é a

a) Gutação

b) Gravidade

c) Respiração

d) Fotossíntese

e) Transpiração

Resposta correta: e

Acesse o portal InfoEnem e tenha acesso aos melhores conteúdos e informações sobre o Enem 2020!

Por quê, Porquê, Porque e Por que: aprenda a diferença entre cada um para não errar no Enem!

A língua portuguesa é de fato muito rica e por isso traz um grande número de possibilidades para algumas palavras e isso, às vezes, pode causar dúvidas aos falantes de seu idioma. Uma dessas dúvidas mais comuns está ligada ao uso dos “porquês”. Na fala não há motivo nenhum para preocupação, mas na hora da escrita em norma padrão quase sempre é feita uma consulta para saber a diferença entre um e outro e não fazer feio no texto.
https://infoenem.com.br/por-que-porque-porque-e-por-que-aprenda-a-diferenca-entre-cada-um-para-nao-errar-no-enem/

O que é SiSU?

É o sistema informatizado do MEC por meio do qual instituições públicas de ensino superior (federais e estaduais) oferecem vagas a candidatos participantes do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio).
https://infoenem.com.br/como-funciona-o-sisu/

Manual do SISU e PROUNI

Manual do SISU e PROUNI

Receba gratuitamente

Não enviamos spam. Seu e-mail está 100% seguro!

Sobre o Autor

InfoEnem
InfoEnem

Portal InfoEnem - O portal mais completo do Enem.