Ortografia: é -ez ou -ês, -oso ou -ozo? É com S ou com Z?

Numa turma de 8º ano, nesta semana, eu trabalhei a função sintática de complemento nominal e, ao dar exemplos de substantivos abstratos e de adjetivos (duas das classes de palavras que podem precisar do tal complemento) surgiu essa dúvida: S ou Z?

Então vamos lá: há alguns substantivos abstratos relacionados a adjetivos. Pensemos assim: se alguém apresenta uma característica (adjetivo), essa pessoa tem uma ‘coisa’ (substantivo abstrato) ligada à característica. Vejamos alguns exemplos:

  • Quem é belo (adjetivo) apresenta beleza (substantivo abstrato)
  • Quem é rápido (adjetivo) apresenta rapidez (substantivo abstrato)
  • Quem é esperto (adjetivo) apresenta esperteza (substantivo abstrato)
  • Quem é estúpido (adjetivo) apresenta estupidez (substantivo abstrato)
  • Quem é avaro (adjetivo) apresenta avareza (substantivo abstrato)

Nesses casos, o substantivo abstrato é derivado de adjetivo pelo acréscimo de sufixo o qual será grafado com Z, tanto nos substantivos masculinos (em -ez) como nos femininos (em -eza).

Não se deve confundir com o sufixo formador de adjetivos pátrios, esses sim escritos com ‘s’, com acento no masculino, sem acento no feminino:

  • Originário de Portugal – português / portuguesa
  • Originário da França – francês / francesa
  • Originário da Inglaterra – inglês / inglesa
  • Originário da Irlanda – irlandês / irlandesa
  • Originário da Noruega– norueguês / norueguesa

No caso de adjetivos derivados do substantivo abstrato pelo acréscimo de sufixo, indicando a característica de quem apresenta/porta aquela ‘coisa’ denominada pelo substantivo, teremos o sufixo -oso, o qual será grafado com S, tanto no masculino (em -oso) ou femininos (em -osa). Vejamos alguns casos:

  • O que tem sabor (substantivo abstrato) é saboroso (adjetivo)
  • O que tem gosto (substantivo abstrato) é gostoso (adjetivo)
  • O que tem fama (substantivo abstrato) é famoso (adjetivo)
  • O que dá honra (substantivo abstrato) é honroso (adjetivo)
  • O que tem curiosidade (substantivo abstrato) é curioso (adjetivo)
  • O que tem maldade (substantivo abstrato) é maldoso (adjetivo)

Em suma: nos casos acima, adjetivo com S e substantivo com Z!

É preciso atenção à leitura e um pouco de esforço de memória para não errar a grafia das palavras, mas, em caso de dúvida, nada como o bom e velho dicionário: o ato de procurar a palavra em questão pode nos levar a encontrar outras que, embora não sejam necessárias no momento, vão certamente ampliar nosso vocabulário.

E quem não tem o dicionário por perto, mas tem acesso à internet, pode buscar um dicionário online ou visitar o sítio da Academia Brasileira de Letras e consultar o VOLP, o Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa. O endereço da ABL é www.academia.org.br e o link para o VOLP é http://www.academia.org.br/nossa-lingua/busca-no-vocabulario

Até a próxima semana!


Margarida Moraes é formada em Letras pela Universidade de São Paulo (USP). Com mais de 20 anos de experiência, corretora do nosso Curso de Redação Online (CLIQUE AQUI para saber mais) e responsável pela resolução das apostila de Linguagens e Códigos do infoEnem, a professora é colunista de gramática do nosso portal. Seus textos são publicados todos os domingos. Não perca!

Manual do SISU e PROUNI

Manual do SISU e PROUNI

Receba gratuitamente

Não enviamos spam. Seu e-mail está 100% seguro!

Sobre o Autor

Margarida Moraes
Margarida Moraes

Margarida Moraes é formada em Letras pela Universidade de São Paulo (USP), onde também concluiu seu mestrado. Mais de 20 anos de experiência, corretora do nosso sistema de correção de redação e responsável pela resolução das apostila de Linguagens e Códigos do infoenem, a professora é colunista de gramática do nosso portal.