Possibilidades para a Redação do Enem 2021: Evasão Escolar

Além da vacinação, da saúde mental e da pandemia, assuntos que permearam o ano de 2020 e estiveram intimamente relacionados ao surto mundial de coronavírus, mais um subtópico acabou entrando em pauta: a evasão escolar. A questão (infelizmente) existe há bastante tempo em nosso país e vinha sendo combatida com políticas públicas. No entanto, com a pandemia e a necessidade de transferência para o formato EAD como medida de segurança, algumas questões surgiram: com a crise econômica causada pelo vírus, muitas famílias tiveram dificuldades econômicas e, consequentemente, alguns dos alunos que decidiram abandonar os estudos fizeram-no por precisarem auxiliar no orçamento de casa. No mais, há também os casos de estudantes que sentiram extrema dificuldade em acompanhar as aulas à distância e acabaram desanimando em relação aos estudos ou simplesmente perderam a possibilidade de acesso às aulas. Em resumo, com os motivos que fizeram com que os números da evasão voltassem a disparar, o assunto ganhou uma visibilidade maior do que a que vinha tendo nos anos anteriores e por isso é uma possibilidade para o Enem 2021.

A princípio, não deve ser muito difícil inteirar-se dos índices de evasão do ano passado e do detalhamento das motivações dos alunos, já que reportagens foram feitas sobre o EAD e a falta de acesso de muitos brasileiros, bem como debates com especialistas sobre essa mesma falta de acesso, assim como sobre a dificuldade que muitos tiveram com o ensino a distância. Sendo assim, mais uma vez, como sempre nos temas do Enem (e na vida!), é importante dar atenção a cada uma dessas informações e conhecer os pontos de vista sobre a problemática no país.

Com informações recolhidas, é hora de construir a dissertação argumentativa requerida pela prova. Como já é de praxe, o recomendado para a redação do Enem é que o problema em questão seja comprovado e seus malefícios expostos. Isso é feito através do posicionamento do autor (estabelecido de forma neutra, na terceira pessoa), desenvolvido através do conhecimento de mundo e dos conhecimentos adquiridos ao longo da vida acadêmica. As informações recolhidas na fase de pesquisa (e as que estiverem “salvas” na memória da escola) servirão, como sempre, de embasamento e comprovação das visões do candidato que serão dispostas no texto. É importante lembrar sempre que os temas são normalmente problemas sociais, econômicos e/ou históricos que requerem solução, então raramente haverá possibilidade de posicionamento contrário à resolução. Os que fazem isso normalmente acabam ferindo direitos humanos. No caso da evasão escolar, por exemplo, dizer que as pessoas que abandonam deveriam ser privadas de retornar por uma suposta “falta de interesse” pode conseguir um zero na quinta competência.

Falando em quinta competência, a proposta de intervenção para a evasão escolar pode tratar de várias frentes: da conscientização da importância de uma escolarização para a população geral até mais leis de incentivo, chegando inclusive em uma reforma/melhora das condições de ensino e aprendizado, há boas opções. O aluno deve lembrar-se apenas de detalhar bem a proposta que escolher fazer e tomar cuidado para que, caso prefira atacar várias frentes e sugerir mais de uma solução, não deixe-as sem o detalhamento necessário por serem várias.

O que acharam da possibilidade de tema de hoje? Estão inteirados do assunto? Teriam facilidade em construir uma redação sobre ele? Contem tudo pra gente nos comentários e até mais!

Além das postagens sobre os temas de redação toda semana, você pode se preparar ainda mais para a prova de redação do Enem com o curso de redação Nota 1000 do portal InfoEnem! Você fará redações que serão corrigidas no mesmo modelo do Enem, e receberá comentários e dicas da nossa equipe! Clique aqui para saber mais sobre o curso de redação!

Acesse o portal InfoEnem e tenha acesso aos melhores conteúdos e informações sobre o Enem 2021!

Por quê, Porquê, Porque e Por que: aprenda a diferença entre cada um para não errar no Enem!

A língua portuguesa é de fato muito rica e por isso traz um grande número de possibilidades para algumas palavras e isso, às vezes, pode causar dúvidas aos falantes de seu idioma. Uma dessas dúvidas mais comuns está ligada ao uso dos “porquês”. Na fala não há motivo nenhum para preocupação, mas na hora da escrita em norma padrão quase sempre é feita uma consulta para saber a diferença entre um e outro e não fazer feio no texto.
https://infoenem.com.br/por-que-porque-porque-e-por-que-aprenda-a-diferenca-entre-cada-um-para-nao-errar-no-enem/

O que é SiSU?

É o sistema informatizado do MEC por meio do qual instituições públicas de ensino superior (federais e estaduais) oferecem vagas a candidatos participantes do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio).
https://infoenem.com.br/como-funciona-o-sisu/

Manual do SISU e PROUNI

Manual do SISU e PROUNI

Receba gratuitamente

Não enviamos spam. Seu e-mail está 100% seguro!

Sobre o Autor

Vanessa Christine Ramos Reck
Vanessa Christine Ramos Reck

Possui graduação em Letras - Língua Portuguesa pela Universidade Estadual de Campinas(2011). Tem experiência na área de Letras. http://lattes.cnpq.br/6444202678156917