Revisão de Química no Enem – Reações de Eletrólise

Como já vimos neste artigo aqui no Portal infoEnem, uma pilha funciona por meio de reações espontâneas que transformam a energia química em energia elétrica. Na eletrólise, assunto da revisão de Química para o Enem desta matéria, ocorre exatamente o oposto, sendo que a energia elétrica gera energia química por meio de um processo não espontâneo, ou seja, que é necessário uma influência externa para ocorrer.

No entanto, assim como na pilha, ocorrem reações de oxidorredução. Também diferente da pilha que utilizamos em casa, a eletrólise é usada, na maioria das vezes, em processos industriais, como por exemplo na produção do alumínio a partir da bauxita.

Existem dois tipos de eletrólise: ígnea e aquosa. Como o próprio nome sugere, podemos concluir que a aquosa ocorre em um meio aquoso, já a ígnea ocorre por meio de eletrólito fundido, ou seja, o metal é derretido para que a reação ocorra.

Nas equações abaixo podemos observar um exemplo muito comum, que utiliza cloreto de sódio (NaCl) nos dois tipos de eletrólise.

Neste caso acima, em que ocorreu eletrólise ígnea, podemos observar que os íons de sódio recebem elétrons e os de cloro perdem. Desta maneira, foram formados sódio metálico e gás cloro. As equações abaixo mostram as reações relativas à eletrólise aquosa.

A primeira equação refere-se à dissociação do NaCl, a segunda está ligada ao processo de ionização da água e as seguintes estão relacionadas às reações que ocorrem no cátodo (denominação que se dá ao eletrodo positivo), em que o hidrogênio ganha elétrons, e no ânodo (eletrodo negativo), em que o cloro perde elétrons.

Podemos observar posteriormente a formação de hidróxido de sódio (NaOH), também conhecido como soda cáustica, gás hidrogênio e gás cloro, produtos muito diferentes dos vistos na eletrólise ígnea.

Logo, concluímos que o tipo de eletrólise a ser realizada depende principalmente do produto desejado.

Manual do SISU e PROUNI

Manual do SISU e PROUNI

Receba gratuitamente

Não enviamos spam. Seu e-mail está 100% seguro!

Sobre o Autor

Matheus Andrietta
Matheus Andrietta

Fundador do Portal InfoEnem.