fbpx
S ou Z? G ou J? Ortografia na Redação do ENEM

O assunto de hoje será a ortografia. Algumas palavras teimam em gerar dúvidas na hora da escrita e comprometer a seriedade dos nossos textos, principalmente quando não podemos fazer uma consulta rápida na internet para sanar a dúvida de como escrever esta ou aquela palavra. 

Fonte: https://www.gestaoeducacional.com.br/ortografia-o-que-e/

De acordo com Mauro Ferreira (2014), as confusões ortográficas têm origem nos primeiros textos em língua portuguesa, que eram escritos de acordo com o sistema fonético, baseado na pronúncia de algumas palavras, porém, a partir do século XVI o sistema adotado foi o etimológico, no qual as palavras deveriam ser grafadas de acordo com sua forma original, em latim.

Desta maneira, é uma situação bastante comum não saber se uma palavra é escrita com S ou Z, G ou J, tanto que os livros didáticos costumam disponibilizar um ou mais capítulos acerca do tema, ou seja, é assunto frequente na Educação Básica e por isso precisa de uma atenção maior por parte do estudante, sobretudo na escrita da redação no ENEM, já que um dos 5 critérios de avaliação do texto é justamente a ortografia.

Veja a seguir quais são os casos mais frequentes de dúvidas na escrita de algumas palavras, pratique bastante escrevendo e também lendo para não ficar inseguro na hora de produzir sua redação.

Palavras com S e Z

AEscreve-se com S os sufixos (terminações) que indicam nacionalidade, origem ou procedênciaÊS e ESA

Exemplo: InglÊS = inglESA.

JaponÊS = japonESA

BurgÊS = BurguESA.

BEscreve-se com S os sufixos ISA quando formam palavras de gênero feminino. Exemplos:

Masculino             Feminino

Profeta                   ProfetISA

Poeta                      PoetISA

Papa                        PapISA

Sacerdote               SacerdotISA.

C– São escritas com Z os sufixos “ez” e “eza” quando se unem a adjetivos (palavras que servem para qualificar/caracterizar) para formar substantivos abstratos. Exemplos:

Adjetivo                         Substantivo Abstrato

Rápido                                  RapidEZ

Belo                                     BelEZA

Firme                                    FirmEZA

Surdo                                      SurdEZ

Pálido                                     PalidEZ

Frio                                         FriEZA.

D – São escritas com S os verbos formados a partir de palavras que já têm S na última sílaba. Os verbos formados por palavras que não têm S na última sílaba são escritos com Z. Exemplos:

  1. Verbos com S na última sílaba: análise = analisar. Liso = alisar.
  2. Verbos que não têm S na última sílaba: memória = memorizar. Oficial = oficializar.

EO S deve ser usado SEMPRE após os ditongos (encontro de duas vogais em uma mesma sílaba). Exemplos:

NáuSea

PauSa

PouSada

CauSa

AplauSo

F– Nas formas verbais QUERER e PÔR e suas derivações emprega-se SEMPRE a letra S. Exemplos:

QuiS               PuS

QuiSessem    puSessem

QuiSemos      propuSemos

QuiSeram        compuSeram

Palavras com G e J

ADevem ser escritas com J todas as palavras formadas a partir de outras que terminem com a sílaba “ja”. Exemplos:

Canja = CanJica

Loja = loJista

Cereja = cereJeira

Laranja = laranJeira.

BAs palavras terminadas em -ágio, -égio, -ígio, -ógio e -úgio devem ser escritas com G. Exemplos:

estÁGIO, privilÉGIO, prestÍGIO, relÓGIO, refÚGIO

CPalavras terminadas em -agem, -igem e ugem são escritas com G. Exemplos:

viAGEM, mensAGEM, vertIGEM, fulIGEM, ferrUGEM.

Essas são as regras gerais para os usos corretos de S ou Z  e G e J. Veja também algumas palavras com essas grafias que podem causar confusão:

S: apesar, brasão, casimira, náusea, grisalho, coser (costurar), traseira, viés, fusível.

Z: baliza, deslize, cuscuz, ratazana, revezar, deslize, vazar, escassez.

G: agiota, tangerina, rigidez, vagem, viagem (substantivo), angélica, gergelim, herege, monge, mugir.

J: berinjela, jeito majestade, jiló, jiboia, laje, traje, pajé, viajem (verbo, exemplo: que eles viajem bem!)

Além dessas regras é muito importante que o estudante mantenha um hábito frequente de leituras para aprender a escrita correta das palavras, pois essa é, sem dúvida, a melhor maneira de aprender ortografia.

Dica: Se na hora de escrever sua redação no ENEM você não tiver certeza da escrita correta de uma palavra, é valido trocá-la por outra, seja por um sinônimo ou palavra de significado semelhante.

Acesse o portal InfoEnem e tenha acesso aos melhores conteúdos e informações sobre o Enem 2020!

Manual do SISU e PROUNI

Manual do SISU e PROUNI

Receba gratuitamente

Não enviamos spam. Seu e-mail está 100% seguro!

Sobre o Autor

Adriana da Silva Moreira
Adriana da Silva Moreira

Adriana da Silva Moreira: Mestranda do programa de Letras Clássicas da Universidade São Paulo. Possui graduação em Letras, com habilitação em Português e Grego pela USP (2016). Concluiu duas Iniciações Científicas na área de Historiografia Grega (2013) e (2016) sob orientação do Prof. Dr. Breno Battistin Sebastiani. Tem interesse na área de Língua e Literatura Grega, com ênfase em Historiografia Grega.