Seja Ponderado na Redação do Enem

Atualmente, nas principais redes sociais da internet, podemos observar e participar de debates e discussões acaloradas sobre os mais variados assuntos. O advento da tecnologia digital e virtual nos proporcionou uma acelerada e contínua atualização de informações e notícias, regionais, nacionais e internacionais, em tempo real; mal aconteceu alguma coisa, já ficamos sabendo.

Por meio destas conversas nas redes sociais e lendo os comentários de internautas em notícias, artigos de opinião e outros gêneros, podemos notar como a colaboratividade e a interatividade estão presentes no mundo virtual; podemos trocar ideias com familiares, amigos e até desconhecidos e esta é uma das principais características da contemporaneidade.

Porém, como tudo possui um lado negativo, o que mais lemos ultimamente, tanto em redes sociais como em comentários de leitores, são opiniões generalizadoras, desrespeitosas e radicais que expressam o quanto as pessoas estão intolerantes e professando discursos de ódio.

Para alertar os candidatos ao Enem 2015 sobre este perigo ao opinar em relação a um tema que escrevemos este texto de hoje, pois receamos que algumas pessoas tenham esse mesmo comportamento na prova de redação.

Normalmente, os ânimos esquentam ao discutirmos assuntos polêmicos, como por exemplo, os que envolvem política, religião e saúde, mas temos a impressão que, hoje em dia, em qualquer debate, acerca de qualquer tema, isso está acontecendo. Ninguém mais respeita a opinião de ninguém e não conseguimos discutir de modo saudável, ponderando e tendo bom senso.

Ponderação e bom senso são as palavras-chave tanto para debates quanto para se escrever uma redação no Enem ou em qualquer outro vestibular. É necessário mostrar respeito pela opinião alheia e paciência para ouvir e ponderar o que o outro pensa e para argumentar contrariamente se este for o caso.

Posicionamentos intolerantes só demonstram desprezo e indiferença pelo outro e pelos seus pensamentos e sentimentos e, normalmente, são acompanhados pela falta de educação.

Ao opinarmos, devemos ser, além de respeitoso e ponderados, polidos, ou seja, educados; precisamos saber medir as nossas palavras e não ser grosseiros. Na redação do Enem, isso é julgado na competência que avalia o respeito aos direitos humanos: qualquer sinal de racismo, machismo, homofobia, misoginia (ódio ou aversão às mulheres) e/ou demais intolerâncias desrespeita os direitos humanos, algo crucial na correção da redação do Enem.

Portanto, tanto na rede real e na virtual quanto no Enem é preciso ponderação, bom senso e respeito para com a opinião do outro.

 


*CAMILA DALLA POZZA PEREIRA é graduada e mestranda em Letras/Português pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Atualmente trabalha na área da Educação exercendo funções relacionadas ao ensino de Língua Portuguesa, Literatura e Redação. Foi corretora de redação em em importantes universidades públicas. Além disso, também participou de avaliações e produções de vários materiais didáticos, inclusive prestando serviço ao Ministério da Educação (MEC).

**Camila também é colunista semanal sobre redação do infoEnem. Um orgulho para nosso portal e um presente para nossos milhares de leitores! Seus artigos serão publicados todas às quintas-feiras, não percam!

Manual do SISU e PROUNI

Manual do SISU e PROUNI

Receba gratuitamente

Não enviamos spam. Seu e-mail está 100% seguro!

Sobre o Autor

Fernando Buglia
Fernando Buglia

Físico formado pela Unicamp, professor de cursinho pré-vestibular e um dos proprietários do portal infoEnem.