Stranger Things e a Guerra Fria

Uma das séries mais populares dos últimos anos é Stranger Things, um seriado norte-americano criado em 2016 e distribuído pelo Netflix, que explora as aventuras de crianças em meio a Guerra Fria.

O enredo

A série nos apresenta um grupo de amigos composto por Dustin, Lucas, Mike e Will; a história se passa na fictícia cidade rural de Hawkins, em Indiana, nos Estados Unidos, durante o início da década de 1980. Instalada na cidade está um indústria energética famosa por realizar trabalhos para o governo dos EUA.

Certo dia, uma das crianças desaparece e a trama começa a se desenrolar baseada nesse fato. O surgimento da personagem Eleven muda o rumo da história, trazendo à tona teorias da conspiração e descobertas estranhas sobre a tal indústria – estariam eles mesmo trabalhando com energia?

A partir daqui cuidado com spoilers: Eleven se mostra, com o tempo, uma criança com poderes telecinéticos, como um resultado de experimentos feitos com ela dentro da indústria local, que funciona mais como um laboratório do governo.

As crianças vão descobrindo muitas coisas, bem como a polícia e outros personagens, e tudo indica que Will, a criança desaparecida, muito provavelmente está sendo vítima  dos experimentos.

Há muito mais sobre a trama para ser explorado, mas vamos nos prender a essas informações para explorar a ligação com a Guerra Fria

Guerra Fria

A Guerra Fria foi um conflito indireto ocorrido entre 1947 e 1989 de acordo com algumas fontes. Após o final da Segunda Guerra Mundial, EUA e URSS (bem como os demais aliados) saem vitoriosos, mas esses dois países específicos com condições muito significativas em seus cenários domésticos, a ponto de ambos se tornarem potências no cenário internacional ou seja, países muito poderosos. O mundo se tornou o que chamamos de “bipolar”, com dois pólos de poder emanando suas influências para outros países menores – geralmente, esses Estados escolhiam um lado para se aliar, o bloco soviético da URSS ou o bloco dos EUA, formando uma “Cortina de Ferro” que dividia o mundo. Mas por qual motivo duas nações recém saídas de um contexto de guerra provocaram um conflito indireto? Justamente em virtude de ambas as potenciais terem posse de muitos armamentos militares e nucleares, o receio de um conflito que iria acabar com o planeta faz com que a guerra fosse marcada pelas chamadas proxy wars (guerras por procuração, onde os combatentes têm vinculações externas, um exemplo é a proxy war do Vietnã, onde o Vietnã do norte era aliado da URSS e a do sul dos EUA – exemplificando muito cruamente, como se fossem “fantoches” das potências, apesar de terem seus próprios interesses domésticos). O alto desenvolvimento tecnológico fez também com que uma corrida espacial e armamentista acontecesse, motivando ambos os países que tentarem alcançar o domínio espacial – foram esses esforços que fizeram com que o ser humano chegasse ao espaço e a Lua, e que o mundo todo desenvolve tecnologias de ponta para a concretização desse objetivo.

Stranger Things x Guerra Fria

Em virtude da corrida armamentista, que necessitava avanço científico para ocorrer, ambos os governos começaram a criar diversas vertentes de pesquisa para promover mais e mais progresso. Nessa hora, valia tudo, inclusive pesquisas mais ousadas.

Diversas teorias da conspiração surgiram, todas falando sobre como essas pesquisas acabavam passando dos limites, como no caso da indústria de Hawkins. Essa é uma das referências trazidas pela série sobre o conflito, o avanço das pesquisas e como criar armas se tornou uma obsessão e mesmo uma questão de sobrevivência para ambos os Estados. A própria Eleven pode ser interpretada como uma “super arma” que saiu do controle, e fontes indicam que crianças como ela existiam na URSS.

Outra referência, mais focada na terceira temporada, se dá em uma fase onde a noção da ambientação da Guerra Fria fica mais clara. Personagens como Dustin e Erica frequentemente fazem comentários depreciativos sobre russos, soviéticos ou comunistas, assim como exaltam os EUA sempre que aparece uma oportunidade.

Esse sentimento anti-sovietico foi muito presente nos EUA durante o período, atingindo cidadãos mais velhos e até mesmo crianças – afinal de contas, antes de tudo, a Guerra Fria foi uma guerra ideológica.

Agora que já sabemos mais sobre a Guerra Fria, vamos resolver uma questão do Enem!

“Do ponto de vista geopolítico, a Guerra Fria dividiu a Europa em dois blocos. Essa divisão propiciou a formação de alianças antagônicas de caráter militar, como a OTAN, que aglutinava os países do bloco ocidental, e o Pacto de Varsóvia, que concentrava os do bloco oriental. É importante destacar que, na formação da OTAN, estão presentes, além dos países do oeste europeu, os EUA e o Canadá. Essa divisão histórica atingiu igualmente os âmbitos político e econômico que se refletia pela opção entre os modelos capitalista e socialista.

Essa divisão europeia ficou conhecida como:”

a) Cortina de Ferro.

b) Muro de Berlim.

c) União Europeia.

d) Convenção de Ramsar.

e) Conferência de Estocolmo.

ALTERNATIVA CORRETA – A

Acesse o portal InfoEnem e tenha acesso aos melhores conteúdos e informações sobre o Enem 2020!

Por quê, Porquê, Porque e Por que: aprenda a diferença entre cada um para não errar no Enem!

A língua portuguesa é de fato muito rica e por isso traz um grande número de possibilidades para algumas palavras e isso, às vezes, pode causar dúvidas aos falantes de seu idioma. Uma dessas dúvidas mais comuns está ligada ao uso dos “porquês”. Na fala não há motivo nenhum para preocupação, mas na hora da escrita em norma padrão quase sempre é feita uma consulta para saber a diferença entre um e outro e não fazer feio no texto.
https://infoenem.com.br/por-que-porque-porque-e-por-que-aprenda-a-diferenca-entre-cada-um-para-nao-errar-no-enem/

O que é SiSU?

É o sistema informatizado do MEC por meio do qual instituições públicas de ensino superior (federais e estaduais) oferecem vagas a candidatos participantes do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio).
https://infoenem.com.br/como-funciona-o-sisu/

Manual do SISU e PROUNI

Manual do SISU e PROUNI

Receba gratuitamente

Não enviamos spam. Seu e-mail está 100% seguro!

Sobre o Autor

Raphaele Godinho
Raphaele Godinho

Raphaele Godinho: Estudante de Relações Internacionais, coordenação do movimento Resgatando e Valorizando a Mulher, Three Dot Dash Global Teen Leader 2020 by We Are a Family Foundation.