Música e vestibular: uma análise de Amoras, do Emicida

Música e vestibular: uma análise de Amoras, do Emicida

Raphaele Godinho 17/07/2021 Leitura: 4 min

Na parte final da música, Emicida apresenta figuras importantes para a resistência negra em toda a América: “Luther King vendo cairia em pranto. Zumbi diria que nada foi em vão. E até Malcolm X contaria a alguém. Que a doçura das frutinhas sabor acalanto. Fez a criança sozinha alcançar a conclusão. Papai que bom, porque eu sou pretinha também”.