Tipos de eletrização no Enem

Em nossa postagem de hoje vamos estudar sobre um conteúdo muito importante para a física, que são os processos de eletrização. Para isso, iremos apresentar sobres os processos de eletrização por contato, atrito e indução, além de apresentar uma questão exemplo sobre como o conteúdo é cobrado em vestibulares como o Enem.

Eletrização por atrito

Os primeiros estudos referentes à eletricidade são de muito tempo atrás, na Grécia antiga. As primeiras observações, realizadas por Tales de Mileto indicavam que um tipo de material denominado âmbar era capaz de atrair objetos leves ao ser atritado com pelos de animais.

Após isso, as observações de Tales foram aprimoradas e percebeu-se que dois objetos inicialmente neutros, ao serem esfregados um contra o outro transferem elétrons, o que implica em duas cargas diferentes de sinais opostos. Você pode facilmente observar este fenômeno em sua casa: para isso, será necessário esfregar um pedaço de algodão em um bastão de vidro. Desta maneira, você irá eletrizar o bastão de vidro, que será capaz de atrair pequenos pedaços de papel, por exemplo. Veja a seguir um esquema do funcionamento do processo de eletrização por atrito.

Fonte: https://www.infoescola.com/eletrostatica/eletrizacao/

Eletrização por contato

Já para a eletrização por contato é necessário que ambos os materiais sejam bons condutores. Neste tipo de eletrização, um dos corpos estará inicialmente neutro, enquanto o outro estará carregado (seja positiva ou negativamente). Após o contato entre os corpos, ambos ficarão com o mesmo sinal de carga, ou seja, se a carga inicial era positiva ambos ficarão positivos. Se a carga inicial for de sinal negativo, ao final as duas cargas serão negativas.

Fonte: https://realizeeducacao.com.br/wiki/cargas-eletricas-e-lei-de-coulomb/

Eletrização por indução

O último processo que vamos estudar hoje é o processo de eletrização por indução. Este processo é o mais trabalhoso entre os mostrados até aqui, e é baseado no princípio de atração e repulsão das cargas elétricas. Para o processo de eletrização por indução devemos partir de um corpo inicialmente carregado positivamente e um corpo neutro. Quando aproximamos os corpos (sem tocar), as cargas negativas serão atraídas para o lado próximo ao corpo eletrizado, enquanto as cargas de sinal positivo serão repelidas pelo corpo. Feito isso, a parte positiva do corpo inicialmente neutro é ligada à terra, retirando esta carga. Ao final, ao retirar o terra, restará ao segundo corpo a carga negativa. Ressaltamos que para um corpo inicialmente negativo o processo resultará em uma carga positiva, ou seja, o sinal do corpo inicialmente neutro será sempre oposto ao do corpo inicialmente carregado.

Questão

A seguir será apresentada uma questão adaptada do vestibular da UFSC, mas que aborda o conteúdo de forma muito similar ao Enem. Deste modo, é uma ótima questão para treinar os conhecimentos obtidos!

O ato de eletrizar um corpo consiste em gerar uma desigualdade entre o número de cargas positivas e negativas, ou seja, em gerar uma carga resultante diferente de zero. Em relação aos processos de eletrização e às características elétricas de um objeto eletrizado, é correto afirmar que:”

a) em qualquer corpo eletrizado, as cargas se distribuem uniformemente por toda a superfície.

b) no processo de eletrização por atrito, as cargas positivas são transferidas de um corpo para outro.

c) em dias úmidos, o fenômeno da eletrização é potencializado, ou seja, os objetos ficam facilmente eletrizados.

d) dois objetos eletrizados por contato são afastados um do outro por uma distância D. Nesta situação, podemos afirmar que existe um ponto entre eles onde o vetor campo elétrico resultante é zero.

e) o meio em que os corpos eletrizados estão imersos não tem influência direta no valor do potencial elétrico e do campo elétrico criado por eles.

Alternativa correta: d.

Acesse o portal InfoEnem e tenha acesso aos melhores conteúdos e informações sobre o Enem 2020!

Por quê, Porquê, Porque e Por que: aprenda a diferença entre cada um para não errar no Enem!

A língua portuguesa é de fato muito rica e por isso traz um grande número de possibilidades para algumas palavras e isso, às vezes, pode causar dúvidas aos falantes de seu idioma. Uma dessas dúvidas mais comuns está ligada ao uso dos “porquês”. Na fala não há motivo nenhum para preocupação, mas na hora da escrita em norma padrão quase sempre é feita uma consulta para saber a diferença entre um e outro e não fazer feio no texto.
https://infoenem.com.br/por-que-porque-porque-e-por-que-aprenda-a-diferenca-entre-cada-um-para-nao-errar-no-enem/

O que é SiSU?

É o sistema informatizado do MEC por meio do qual instituições públicas de ensino superior (federais e estaduais) oferecem vagas a candidatos participantes do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio).
https://infoenem.com.br/como-funciona-o-sisu/

Manual do SISU e PROUNI

Manual do SISU e PROUNI

Receba gratuitamente

Não enviamos spam. Seu e-mail está 100% seguro!