USP Pode Aderir Enem e Sisu Para 15% das Vagas em 2016

Uma das mais prestigiadas instituições públicas brasileiras, a Universidade de São Paulo (USP) está próxima de anunciar adesão ao Enem como uma de suas formas de ingresso, através do Sistema de Seleção Unificada (Sisu).

Conforme matéria publicada no caderno de Educação do site Estadão, a universidade tem proposta de utilizar o Exame Nacional do Ensino Médio e o sistema do Ministério da Educação para o preenchimento de 15% de suas vagas, destinadas exclusivamente para alunos de escolas públicas. Nesta o proposta os 85% restante das oportunidades continuam a ser ocupadas pela Fuvest, organizadora do vestibular tradicional da universidade.

Conforme declarações do pró-reitor de Graduação, Antonio Carlos Hernandes, a USP pretende democratizar cada vez mais o acesso a alunos de escolas públicas, e o Enem é um dos caminhos mais objetivos para isso:

Houve muitas propostas sobre como melhorar a inclusão, mas a adoção do Enem é praticamente uma unanimidade.

Na última quarta-feira (22), a universidade divulgou dados que mostram crescimento de pouco mais de 2% de estudantes oriundos do ensino público que foram aprovados no vestibular 2015, em comparação com o processo seletivo do ano passado.

Apesar de comemorar a evolução, o pró-reitor ressalta que a meta da USP é ter 50% de alunos da rede pública até o ano de 2018 e lembra que apenas o vestibular da Fuvest não é capaz de cumpri-la, o que justifica a adesão ao Enem e Sisu.

Vale ressaltar que a universidade, embora nunca tenha adotado reserva de cotas, apresenta seu próprio sistema de bônus, que aumenta em 20% a nota de alunos de escolas públicas e pode chegar a um implemento de até 25% para negros ou indígenas. Na proposta vigente de adesão ao exame nacional este sistema de bônus continuará sendo utilizado.

Hernandes ainda explica que a exclusividade das vagas via Sisu para alunos de escola pública não é definitiva, devendo ser mais debatida.

A proposta de adesão ao exame deve ser confirmada e encaminhada para aprovação do Conselho Universitário até o mês de junho. Caso seja aprovada, a USP pode aderir ao Sisu já em 2016, sendo válidas as notas do Enem 2015.

Fonte: Estadão

Sobre o Autor

Matheus Andrietta
Matheus Andrietta

Fundador do Portal InfoEnem.