Após muitos e-mails e solicitações de nossos leitores, nós do infoEnem julgamos interessante publicar nesta época, a menos de dois meses do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), artigo contendo informações sobre todas as universidades públicas que aproveitarão o exame no vestibulares do final deste ano,  incluindo a maneira como irão fazê-lo.

É importante compreender que o Enem pode ser utilizado basicamente de 3 formas pelas instituições: como critério único de seleção, com ou sem a utilização do Sisu (Sistema de Seleção Unificada); em substituição de alguma etapa do vestibular ou complementando a nota final do processo seletivo.

Ressaltamos que as informações contidas nesta publicação foram retiradas do Ministério da Educação e dos sites EBC e Plantão Enem, sendo que este último consiste numa iniciativa da Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais e da Rede Minas de Televisão.

Segue abaixo a lista de instituições para cada um de nossos estados, os quais foram colocados em ordem alfabética.

Acre
UFAC (Universidade Federal do Acre) – utiliza o Enem como fase única de seu vestibular em 100% dos cursos.

Alagoas
UFAL (Universidade Federal de Alagoas) utiliza o Sisu para 99% das suas vagas.
Uncisal (Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas) – destina 10% das suas para para a seleção via Sisu.

Amapá

UEAP (Universidade do Estado do Amapá) utiliza o Sisu como forma de seleção para50% dos seus cursos.
Unifap (Universidade Federal do Amapá) – utiliza o Enem como fase única do vestibular para alguns cursos e vagas remanescentes.

Amazonas
Ufam (Universidade Federal do Amazonas) – utiliza o Sisu para o preenchimento de 50% de suas vagas.

Bahia
Uesb (Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia) – utiliza o Sisu para preenchimento de 50% de suas vagas.
Uesc (Universidade Estadual de Santa Cruz) – utiliza o Sisu como forma de seleção dos estudantes.
UFBA (Universidade Federal da Bahia) – Utiliza o Enem como primeira fase de seu vestibular.
UFRB (Universidade Federal do Recôncavo da Bahia) – 100% das vagas através do Sisu.        Uneb (Universidade do Estado da Bahia) – utiliza o Sisu para o preenchimento de 20% de suas vagas.
Univasf (Universidade Federal do Vale do São Francisco) – utiliza o Sisu para o preenchimento de 38% de suas vagas.

Ceará
UFC
(Universidade Federal do Ceará) – utiliza o Sisu como forma de seleção de estudantes.
Unifor (Universidade de Fortaleza) – utiliza o Enem como fase única de seu Vestibular.
Unilab (Universidade da Integração Internacional de Lusofonia Afro-Brasileira) – utiliza o Sisu para o preenchimento de 50% de suas vagas.

Distrito Federal
UnB (Universidade de Brasília) – utiliza o Enem para seleção de candidatos para vagas remanescentes.

Espírito Santo
UFES
(Universidade Federal do Espírito Santo) – utiliza o Enem como primeira fase do vestibular.

Goiás

UFG (Universidade Federal de Goiás) – utiliza o Sisu para o preenchimento de 20% de suas vagas e o Enem como parte da nota de parte de seus cursos.

Maranhão
UFMA
(Universidade Federal do Maranhão) – utiliza o Sisu para 100% das vagas.

Mato Grosso
UFMT
(Universidade Federal de Matro Grosso) – utiliza o Enem como forma de seleção dos estudantes.

Mato Grosso do Sul
UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul) – utiliza o Sisu para 100% das vagas.
UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) – utiliza o Sisu para 100% das vagas.

Minas Gerais
UFJF
(Universidade Federal de Juiz de Fora – utiliza o Sisu para o preenchimento de 70% de suas vagas.
UFLA (Universidade Federal de Lavras) – utiliza o Sisu para o preenchimento de 60% de suas vagas e o Enem como parte da nota alguns de seus cursos.
UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) – utiliza o Enem como primeira fase do vestibular.
Ufop (Universidade Federal de Ouro Preto) – utiliza o Sisu para 100% das vagas.
UFSJ (Universidade Federal de São João del-Rei) – utiliza o Sisu para o preenchimento de 10% de suas vagas e o Enem como parte da nota de parte de seus cursos.
UFTM (Universidade Federal do Triângulo Mineiro) utiliza o Enem como parte da nota de parte de seus cursos.
UFU (Universidade Federal de Uberlândia) – utiliza o Sisu para o preenchimento de 75% de suas vagas e o Enem como parte da nota alguns de seus cursos.
UFV (Universidade Federal de Viçosa) – utiliza o Enem para o preenchimento de 80% de suas vagas e o Enem como parte da nota de alguns de seus cursos.
UFVJM (Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri) – utiliza o Sisu para o preenchimento de 80% de suas vagas.
Unifal (Universidade Federal de Alfenas) – utiliza o Sisu para 100% das vagas.
Unifei – Universidade Federal Itajubá – utiliza o Sisu para 100% das vagas.

Pará
Ufopa
(Universidade Federal do Oeste do Pará) – utiliza o Enem como fase única do vestibular.
UFPA (Universidade Federal do Pará) – utiliza o Enem como fase única para a seleção de parte de seus cursos e como primeira fase do vestibular.

Paraíba
UEPB (Universidade Estadual da Paraíba) – utiliza o Sisu para o preenchimento de 25% de suas vagas.
UFCG (Universidade Federal de Campina Grande) – utiliza o Enem como fase única de seu vestibular.
UFPB (Universidade Federal da Paraíba) – utiliza o Sisu para o preenchimento de 10% de suas vagas.

Paraná
UEL
(Universidade Estadual de Londrina) – utiliza o Enem como fase única de parte de seus cursos.
UEPG (Universidade Estadual de Ponta Grossa) – utiliza o Enem como parte da nota do vestibular.
UFFS (Universidade Federal da Fronteira Sul/PR) – utiliza o Enem como fase única de seu vestibular.
UFPR (Universidade Federal do Paraná) – utiliza o Sisu para o preenchimento de 10% de suas vagas e Enem como parte da nota de alguns de seus cursos.
Unicentro-PR – Universidade Estadual do Centro-Oeste – uitliza o Enem como fase única de parte de seus cursos
Unila (Universidade Federal da Integração Latino-Americana) – utiliza o Enem como parte da nota e fase única de parte de seus cursos.
UTFPR (Universidade Tecnológica Federal do Paraná) – utiliza o Sisu para a seleção de estudantes.

Pernambuco
UFPE
(Universidade Federal de Pernambuco) – utiliza o Sisu para o preenchimento de 1% de suas vagas e o Enem como primeira fase de parte de seus cursos.
UFRPE (Universidade Federal Rural de Pernambuco) – utiliza o Sisu para a seleção de todos estudantes.
Univasf (Universidade Federal do Vale do São Francisco) – utiliza o Sisu para o preenchimento de 56% de suas vagas.

Piauí
UFPI (Universidade Federal do Piauí) – utiliza o Sisu para a seleção de estudantes.
Univasf-PI (Universidade Federal do Vale do São Francisco/PI) – utiliza o Sisu para o preenchimento de 44% de suas vagas.

Rio de Janeiro
UFF
(Universidade Federal Fluminense) – utiliza o Sisu para seleção de todos os estudantes.
UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro) – utiliza o Sisu para o preenchimento de 90% de suas vagas e o Enem como parte da nota de parte dos cursos.
UFRRJ (Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro) – utiliza o Sisu para a seleção dos estudantes.
Unirio (Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro) – utiliza o Sisu para a seleção dos estudantes.

Rio Grande do Norte
Uern
(Universidade do Estado do Rio Grande do Norte) – utiliza o Enem como parte da nota de seus. cursos
Ufersa (Universidade Federal Rural do Semi-Árido) – utiliza o Sisu para a seleção dos estudantes.
UFRN (Universidade Federal do Rio Grande do Norte) – utiliza o Sisu para o preenchimento de 6% de suas vagas.

Rio Grande do Sul
Furg
(Universidade Federal do Rio Grande) – utiliza o Sisu para a seleção de estudantes.
Uergs (Universidade Estadual do Rio Grande do Sul) – utiliza o Sisu para o preenchimento de 50% de suas vagas e o Enem como parte de seus cursos.
UFCSPA (Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegra) – utiliza o Sisu para selecionar os estudantes.
UFFS/RS (Universidade Federal da Fronteira Sul) – utiliza o Enem como fase única do vestibular.
UFPel (Universidade Federal de Pelotas) – utiliza o Sisu para selecionar os estudantes.
UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul) – utiliza o Enem como parte da nota do vestibular.
UFSM – Universidade Federal de Santa Maria) – utiliza o Enem como fase única e como parte da nota de parte de seus cursos.
Unipampa (Universidade Federal do Pampa) – utiliza o Sisu para selecionar os estudantes.

Roraima
UFRR
(Universidade Federal de Roraima) – utiliza o Sisu para o preenchimento de 20% de suas vagas.

Rondônia
Unir
(Fundação Universidade Federal de Rondônia) – utiliza o Enem como fase única do vestibular.

Santa Catarina
UFFS/SC
(Universidade Federal da Fronteira Sul) – utiliza o Enem como fase única do vestibular.
UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina) – utiliza o Enem como parte da nota de seu vestibular.

São Paulo
UFABC
(Universidade Federal do ABC) – utiliza o Sisu para selecionar os estudantes.
UFSCar (Universidade Federal de São Carlos) – uitliza o Sisu para o preenchimento de 99% de suas vagas e o Enem como parte de nota de parte de seus cursos.
Unesp (Universidade Estadual Paulista) – utiliza o Enem como parte da nota do vestibular.
Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) – utiliza o Enem como parte da nota do vestibular.
Unifesp (universidade Federal de São Paulo) – utiliza o Sisu para o preenchimento de 82% de suas vagas e o Enem como parte da nota de parte dos cursos.
USCS (Universidade Municipal de São Caetano do Sul) – utiliza o Enem como parte da nota de parte dos cursos.

Sergipe
UFS
(Universidade Federal de Sergipe) – utiliza o Enem como fase única do vestibular.

Tocantins
UFT
(Universidade Federal do Tocantins) – utiliza o Sisu para o preenchimento de 25% de suas vagas.

Nota infoEnem (08/01/2013):

Após correção de um leitor, através de um comentário, esclarecemos que a informação de que a UEL (Universidade Estadual de Londrina/PR) “utiliza o Enem como fase única de parte de seus cursos” é errônea. Pesquisando no próprio site da instituição, constatamos que a mesma utiliza o Enem apenas para preenchimento das vagas remanescentes de seu vestibular, que é composto de duas fases. Agradecemos ao leitor por esta importante correção e lamentamos nosso engano.

 

Veja também:

Manual do SISU e PROUNI

Manual do SISU e PROUNI

Receba gratuitamente

Não enviamos spam. Seu e-mail está 100% seguro!

Sobre o Autor

InfoEnem
InfoEnem

Portal InfoEnem - O portal mais completo do Enem.