O Encceja – Exame Para Certificação de Competências de Jovens e Adultos – consiste numa avaliação de todo o território que substitui o Enem na certificação do ensino médio, que antes seguia as regras descritas aqui.

É dedicado a todos os jovens e adultos residentes no Brasil (ou até mesmo no exterior) que não tiveram oportunidade de concluir seus estudos em idade própria. Foi criado para avaliar competências, habilidades e saberes adquiridos no processo escolar.

De acordo com o Ministério da Educação (MEC), cada área do conhecimento deste exame possui uma Matriz de Referência composta por 30 habilidades (faça a consulta).

Quem Pode Participar?

Candidatos entre 15 e 17 anos de idade podem prestar o exame para retirada do certificado do ensino fundamental, enquanto maiores de 18 anos poderão fazer as provas para o diploma do ensino médio diretamente, mesmo que não tenham concluído a etapa anterior dos estudos.

Modelo de Prova do Encceja

Mais enxuto que o Enem, o Encceja conta com apenas 120 questões mesmas quatro áreas do conhecimento (enquanto o primeiro exame traz 180 itens), que variam conforme o tipo de diploma que o candidato pretende retirar:

  • Ensino Fundamental – Língua Portuguesa, Língua Estrangeira Moderna, Artes, Educação Física (30 questões) e uma proposta de Redação; Matemática (30); Historia e Geografia (30); Ciências Naturais (30);
  • Ensino médio – Ciências Humanas (30); Linguagens e Códigos (30); Ciências da Natureza (30); e Matemática (30).

Outra diferença do Ennceja em relação ao exame do ensino médio, é que enquanto este traz questões objetivas com 5 alternativas, o primeiro é composto de itens de múltipla escolha com apenas 4 alternativas cada um.

Por fim, a última distinção entre os dois exames é que o Encceja é gratuito, ou seja, não cobra taxa de inscrição.

Qual a Nota Exigida para Obter o Diploma do Ensino Médio?

Para retirar a certificação, o candidato deve conquistar a nota mínima 100 pontos em cada uma das provas objetivas do Encceja, numa escala de proficiência que varia do nível 60 a 180 pontos.

Histórico de Mudanças da Certificação Entre os Exames

A função de certificação do ensino médio inicialmente era concebida ao Encceja. A partir de 2009, com a reformulação do modelo de prova do Enem que segue até hoje, além de maior vestibular do Brasil o exame tornou-se também o caminho para os atrasados nos estudos retirarem seu diploma, recurso que deixou de ser realizado pelo Encceja.

No entanto, em 2017, em decisão conjunta, MEC e Inep – Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais – optaram por deixar ao Enem apenas a responsabilidade de avaliação do ensino médio e vestibular, devolvendo ao Encceja sua antiga missão de conceder a certificação desta etapa escolar àqueles que obtiverem a pontuação exigida.

A principal justificativa dos órgãos do governo para tal é que o Enem é extremamente complexo, extenso e custoso para este fim, lembrando que em 2016 cerca de apenas 10% dos inscritos para retirada do diploma atingiram a nota necessária. Desta forma, julgaram o Encceja uma avaliação mais adequada para este fim.