Química no Enem – Estudando a Concentração de Soluções

Muitas vezes, quando estudamos Química, vemos substâncias sendo misturadas a fim de se obter uma solução. Entretanto, tanto quanto saber quais são as substâncias, é importante entender a relação entre a quantidade de soluto e de solvente misturados, já que uma mistura de dois solutos iguais em quantidades diferentes gera soluções diferentes.

A relação entre essas quantidades é denominada concentração e pode ser expressada de diferentes formas, como concentração comum, densidade, molaridade, molalidade, título e partes por milhão. Vamos conhecer a seguir cada uma delas.

Concentração Comum

É encontrada pela divisão entre massa e soluto, geralmente em gramas, e volume da solução, geralmente em litros. Logo, o resultado desta fração terá como unidade g/L. É importante ressaltar que quando utilizamos índice 1, significa que falamos sobre o soluto, quando o índice é 2, falamos do solvente e, quando não tem índice, falamos da solução.

Densidade

Expressa geralmente em g/mL, é a relação entre massa da solução, ou seja, a soma entre as massas do soluto e do solvente, e o volume da solução, conforme equação descrita abaixo.

Molaridade

Também nomeada de concentração molar, essa variável relaciona a massa de soluto em número de mols e o volume da solução, resultando em uma concentração em mol/L.

Vale mencionar, entretanto, que a massa de soluto em número de mols resulta da divisão da sua massa (m1) pela massa molar (M), que pode ser encontrada da tabela periódica. Então, se n1 = m1/M11, temos que:

Molalidade

Relaciona o número de mol do soluto com a massa de solvente, chegando a um valor em mol/kg.

Seguindo o mesmo raciocínio anterior, se n1 = m1/M1, temos:

Título

Expressa a relação entre massa do soluto e massa da solução ou volume do soluto e volume da solução. Como a divisão é massa/massa ou volume/volume, o resultado não tem unidade.

Concentração em Partes por Milhão (ppm)

A concentração em partes por milhão (ppm), partes por bilhão (ppb) ou partes por trilhão (ppt) é calculada quando a quantidade de soluto é muito pequena em relação à quantidade de solvente. Relaciona uma parte de soluto para um milhão, um bilhão ou um trilhão de partes de solvente.

Podemos perceber então que há diversas maneiras de calcular a concentração de uma solução. Portanto, é essencial resolver exercícios e entender em que momento cada uma é utilizada.

Manual do SISU e PROUNI

Manual do SISU e PROUNI

Receba gratuitamente

Não enviamos spam. Seu e-mail está 100% seguro!

Sobre o Autor

Matheus Andrietta
Matheus Andrietta

Fundador do Portal InfoEnem.