Divisão Silábica

O tema desta semana pode parecer algo demasiadamente simplista, mas quando se trata de escrever redações, seja para o Enem, seja para qualquer vestibular ou concurso, a divisão silábica é parte importante de uma escrita correta e que segue a norma padrão da língua portuguesa. Justamente por ser algo básico aprendido nas séries iniciais, um erro desta categoria pode até mesmo ter um peso maior na correção das competências gramaticais em alguns processos seletivos. Sendo assim, vamos relembrar as regras de separação das sílabas para que não haja riscos em relação a isso.

Separação de sílabas

Em nossa fala, as sílabas são parecidas com cada som que forma uma palavra que sai de nossa boca. Mas isso é apenas uma base para dar uma forma mais “concreta” a elas e não deve ser usado oficialmente. Nas regras, a configuração é um pouco diferente. Ao escrever, elas devem ser separadas quando não há espaço para a palavra completa ao final da linha, levando a parte que restou para a linha seguinte. Sendo assim, vejamos o que pode e o que não pode ser feito na divisão silábica.

Não separe!
  • Palavras monossilábicas (com apenas uma sílaba, sai apenas um som ao falarmos) não devem ter nenhuma de suas letras separadas das outras, mesmo que no finalzinho da linha haja espaço para a primeira letra, por exemplo. Exemplos: pão, já, sim.
  • Ditongos e tritongos também não podem ser separados. Exemplos: i-dei-a, es-trei-a, he-roi-co, Pa-ra-guai, i-guais, sa-guão.
  • Não se separam as duplas que formam “ch”, “lh”, “nh”, “gu” e “qu”. Exemplos: chu-va, mi-lho, ga-li-nha, a-guen-tar, que-rer.
  • Duas consoantes juntas que iniciam uma sílaba. Exemplos: bran-do, pron-to.
  • Uma consoante que inicia a palavra e é seguida de mais uma consoante. Exemplo: psi-có-lo-go.
Separe!
  • Hiatos. Exemplos: sa-ú-de, mo-e-da, di-a.
  • Dígrafos (alguns deles são aquelas letras “duplas”), como “rr”, “ss”, “sc”, “sç” e “xc”. Exmeplos: far-ra, pas-sa, cons-ci-ên-cia, des-ça, ex-ce-ção.
  • Algumas consoantes próximas que pertencem a sílabas diferentes. Exemplos: ad-vo-ga-do, ab-di-car, as-pec-to.

Além de treinar bastante levando essas regras em conta, uma dica bastante útil que pode colaborar para lembrar da separação silábica é dizer as palavras para si mesmo pausadamente. Isso pode ajudar a ouvir cada sílaba sendo pronunciada e, consequentemente, auxiliar na escrita. No entanto, essa dica deve ser usada com cuidado. Nem sempre nossa fala reproduz as palavras de forma idêntica à que são escritas (vide “adivogado”), o que pode levar a separações equivocadas. Portanto, use apenas quando realmente não se lembrar da regra para aquele vocábulo específico e quando conhecer bem a escrita formal dele, já que isso será necessário para determinar a separação das sílabas.

O que acharam das dicas? Conhecem algum outro truque para lembrar a separação de sílabas? Contem tudo pra gente nos comentários e até a próxima!

Acesse o portal InfoEnem e tenha acesso aos melhores conteúdos e informações sobre o Enem 2020!

Por quê, Porquê, Porque e Por que: aprenda a diferença entre cada um para não errar no Enem!

A língua portuguesa é de fato muito rica e por isso traz um grande número de possibilidades para algumas palavras e isso, às vezes, pode causar dúvidas aos falantes de seu idioma. Uma dessas dúvidas mais comuns está ligada ao uso dos “porquês”. Na fala não há motivo nenhum para preocupação, mas na hora da escrita em norma padrão quase sempre é feita uma consulta para saber a diferença entre um e outro e não fazer feio no texto.
https://infoenem.com.br/por-que-porque-porque-e-por-que-aprenda-a-diferenca-entre-cada-um-para-nao-errar-no-enem/

O que é SiSU?

É o sistema informatizado do MEC por meio do qual instituições públicas de ensino superior (federais e estaduais) oferecem vagas a candidatos participantes do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio).
https://infoenem.com.br/como-funciona-o-sisu/

Manual do SISU e PROUNI

Manual do SISU e PROUNI

Receba gratuitamente

Não enviamos spam. Seu e-mail está 100% seguro!

Sobre o Autor

Vanessa Christine Ramos Reck
Vanessa Christine Ramos Reck

Possui graduação em Letras - Língua Portuguesa pela Universidade Estadual de Campinas(2011). Tem experiência na área de Letras. http://lattes.cnpq.br/6444202678156917