Energia e Impactos Ambientais no Enem

Recentemente, tratamos aqui dos principais modais de energia existentes no Brasil, veja a matéria sobre isso. Como mostramos, a energia é um assunto interdisciplinar presente em questões de diversas disciplinas e até mesmo na redação quando pensamos em consciência ambiental.

Juntando esses dois artigos, vemos que esse assunto também tem aplicação na área de geografia. Para explicar quais são os impactos ambientais causados na geração de energia ninguém melhor do que nosso professor da disciplina, Bruno Picchi, formado em Geografia na Universidade Estadual Paulista (UNESP). Confira a explicação dele para uma questão do caderno de Ciências Humanas e Suas Tecnologias da última edição do Enem.

Enem 2014 – Caderno Amarelo – Questão 25

Brasil

A imagem indica pontos com ativo uso de tecnologia, correspondentes a que processo de intervenção no espaço?

a) Expansão das áreas agricultáveis, com uso intensivo de maquinário e insumos agrícolas.
b) Recuperação de águas eutrofizadas em decorrência da contaminação por esgoto doméstico.
c) Ampliação da capacidade de geração de energia, com alteração do ecossistema local.
d) Impermeabilização do solo pela construção civil nas áreas de expansão urbana.
e) Criação recente de grandes parques industriais de mediano potencial poluidor.

 

RESOLUÇÃO E COMENTÁRIOS

Alternativa C

A questão aborda a construção de obras de grande porte para a geração de energia que desencadeiam relevantes impactos ambientais pela sua dimensão e natureza. As obras, segundo indicações pontuais nos mapas, são as seguintes:

  • Estado do Pará: usina hidrelétrica de Belo Monte, no Rio Xingu;
  • Estado de Rondônia: usinas hidrelétricas de Jirau e Santo Antônio, no Rio Madeira;
  • Estado do Rio de Janeiro: usina termonuclear de Angra III, na cidade de Angra dos Reis.

Conforme indicado pela alternativa correta (letra C, “ampliação da capacidade de geração de energia, com alteração de ecossistema local”), as construções alteram significantemente o ecossistema local, porém, cada tipo de construção segundo matriz energética específica também apresenta impactos ambientais específicos, sendo estes:

  • Hidrelétricas: alteração significante da paisagem em grandes extensões por inundação gerada pelas águas represadas da usina (é necessário grande energia potencial para se obter razoável energia cinética, que será transformada em energia elétrica pela força da água); fuga de fauna; alteração no microclima; geração de gás metano (CH4), que é um gás de efeito estufa (GEE), pelo processo de decomposição em larga escala da vegetação que fica no fundo da represa;
    deslocamento da população de vilarejos e cidades que ficam no entorno da área afetada pela represa.
  • Termonucleares: alteração da paisagem em pequena escala de extensão; alteração da temperatura das águas pelo despejo de volume quente no mar ou no rio; necessidade de infraestrutura muito bem elaborada para plano de evacuação emergencial por lidar com material radioativo; geração de lixo atômico.

Vale ressaltar que pela magnitude das obras, todas necessitam de Estudos de Impactos Ambientais e Relatórios de Impactos Ambientais, conhecidos pela sigla EIA/RIMA, sendo esta a mais complexa ferramenta de gestão ambiental hoje no Brasil.

E não foi apenas em 2014 que o professor resolveu as questões com essa riqueza de detalhes. Todos os exercícios das últimas 6 edições do exame estão explicados nas Apostilas Preparatórias para o Enem. Clique aqui e confira para turbinar seu estudo para o maior exame do Brasil!

Manual do SISU e PROUNI

Manual do SISU e PROUNI

Receba gratuitamente

Não enviamos spam. Seu e-mail está 100% seguro!

Sobre o Autor

Matheus Andrietta
Matheus Andrietta

Fundador do Portal InfoEnem.