Organização Geral do Sistema Nervoso

O Sistema Nervoso (SN) constitui um dos 11 sistemas corporais, e junto com o Sistema Endócrino, que atua por meio de hormônios, mantém a homeostasia do corpo, ou seja, o equilíbrio e funcionamento de todas as nossas estruturas e é responsável também por nossos pensamentos, comportamentos, percepções e memórias. O SN é composto por bilhões de células nervosas conhecidas como neurônios e a neuroglia que sustenta e nutre essas células e é dividido em uma parte central e uma parte periférica. Esse sistema tem como principal função:

  • Sensorial: detectar estímulos internos e externos.
  • Integrativa: processa as informações sensoriais e analisa a resposta adequada para cada um deles.
  • Motora: através de neurônios efetores, o SN comanda a contração de músculos e glândulas.

Sistema Nervoso Central (SNC)

O Sistema Nervoso Central é composto pelo encéfalo que engloba o cérebro, tálamo, mesencéfalo, ponte, cerebelo e bulbo e pela medula espinal que é circundada pelos ossos da coluna vertebral e se liga ao encéfalo (Fig. 1). É no SNC que são processados estímulos ambientais externos e internos, pensamentos, memórias, emoções, comandos de movimentos, entre outros impulsos nervosos.

Sistema Nervoso Periférico (SNP)

Essa parte inclui todo tecido nervoso fora do SNC, como os nervos, que são múltiplos prolongamentos de uma parte dos neurônios chamada axônio, plexos entéricos que consistem em grandes redes de neurônios aderidas as paredes dos órgãos gastrintestinais (GI), gânglios que são pequenas massas de tecido nervoso compostas pelo corpo celular dos neurônios e receptores sensoriais que monitoram alterações no ambiente e interior do corpo, por exemplo, receptores táteis, olfativos e etc.

Cuidado! As vezes falamos que uma carne está com muitos nervos e por isso está dura, na verdade, o que encontramos na carne depois de cozida são fibras de tecido conjuntivo que não cozinham tão rápido quanto o músculo.

Fonte: TORTORA, G. J., DERRICKSON, B. Corpo Humano, Fundamentos de Anatomia e Fisiologia. Artmed, 10º ed., p. 237, São Paulo, 2017

O Sistema nervoso periférico pode ser subdividido em parte somática do sistema nervoso (SNS), divisão autônoma do sistema nervoso (SNA) e parte entérica do sistema nervoso (SNE). O SNS consiste em neurônios sensoriais que conduzem informações para SNC, um exemplo desses receptores são os receptores visuais, de olfato, auditivo, entre outros. O SNS é composto também de neurônios que conduzem informações do SNC para os músculos esqueléticos, como essas respostas são controladas de forma consciente, são consideradas voluntárias.

O SNA é composto por neurônios sensoriais que transmitem informações de órgãos viscerais como estômago e pulmões para o SNC e neurônios motores que transmitem os impulsos nervosos do SNC para a musculatura lisa, músculos cardíacos e glândulas, como não é uma resposta que pode ser controlada de forma voluntária, é considerada autônoma. O SNA pode ainda ser dividido em sistema simpático e parassimpático, em geral atuam de forma oposta, o sistema simpático atua em ações de emergência, conhecidas como “fuga e luta” como o aumento da frequência cardíaca, já o parassimpático a diminui, sendo responsável por funções como repouso e digestão (Fig. 2).

Fonte: RENNER, T.  Psico A. Porto Alegre, McGrawHill, 2012

Já o SNE, é composto pelos plexos entéricos, que, como vimos, é composto por milhares de neurônios que atuam de forma involuntária podendo, inclusive, exercer respostas sem o auxílio do SNA e SNC e por isso são chamados de “cérebro do intestino”, porém podem se comunicar com a via simpática ou parassimpática. O SNE tem como principal função monitorar as mudanças físicas e químicas dentro do trato gastrintestinal, além de controlar a contração dos músculos lisos, secreções, como a secreção ácida do estômago, e controlar a secreção de alguns hormônios do trato GI.

Acesse o portal InfoEnem e tenha acesso aos melhores conteúdos e informações sobre o Enem 2021!

Por quê, Porquê, Porque e Por que: aprenda a diferença entre cada um para não errar no Enem!

A língua portuguesa é de fato muito rica e por isso traz um grande número de possibilidades para algumas palavras e isso, às vezes, pode causar dúvidas aos falantes de seu idioma. Uma dessas dúvidas mais comuns está ligada ao uso dos “porquês”. Na fala não há motivo nenhum para preocupação, mas na hora da escrita em norma padrão quase sempre é feita uma consulta para saber a diferença entre um e outro e não fazer feio no texto.
https://infoenem.com.br/por-que-porque-porque-e-por-que-aprenda-a-diferenca-entre-cada-um-para-nao-errar-no-enem/

O que é SiSU?

É o sistema informatizado do MEC por meio do qual instituições públicas de ensino superior (federais e estaduais) oferecem vagas a candidatos participantes do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio).
https://infoenem.com.br/como-funciona-o-sisu/

Manual do SISU e PROUNI

Manual do SISU e PROUNI

Receba gratuitamente

Não enviamos spam. Seu e-mail está 100% seguro!

Sobre o Autor

InfoEnem
InfoEnem

Portal InfoEnem - O portal mais completo do Enem. 10 anos abordando os principais assuntos do maior vestibular do país. - Artigos; - Notícias; - Apostilas; - Cursos On-line.