Análise das questões de Física e Química do Enem 2020

Mesmo com todas as dificuldades que tivemos no ano de 2020, o Enem 2020 foi realizado e, apesar da abstenção recorde nos dois dias de prova, é de grande importância analisarmos como o conteúdo foi abordado nesta prova. Desta maneira, vamos apresentar a seguir uma análise das questões de física e química que foram cobradas na prova impressa do Enem 2020. Além desta análise, vamos apresentar também um motivo importante para você acompanhar a análise destas questões.

Por que analisar as questões das provas do Enem?

Adiantamos que é sempre importante avaliar o grau de dificuldade das questões do Enem, tanto para alunos que já fizeram a prova quanto para alunos que ainda prestarão o Enem, seja o Enem 2021 ou mesmo as provas digitais e segunda aplicação do Enem 2020. Primeiramente, para os alunos que já fizeram a prova, é interessante acompanhar as questões da prova, para verificar o que foi feito de errado, em quais áreas é necessário melhorar e quais áreas foram dominadas com facilidade. Apesar do modelo de correção do Enem não permitir que o aluno saiba corretamente a sua nota final com base no número de acertos, é possível ter uma noção do seu rendimento.

Já para os alunos que ainda não fizeram o Enem, é ainda mais importante acompanhar as questões de provas anteriores. Como você deve saber, o Enem apresenta um modelo de questões um pouco diferente do que é abordado por outros vestibulares, uma vez que as questões do Enem são extensas e costumam exigir uma quantidade considerável de raciocínio por parte do aluno, o que torna importantíssimo o treino deste modelo de questão. Além disso, você também poderá acompanhar tendências de mudanças no nível das questões e até mesmo quais áreas são mais e menos abordadas no exame.

Análise das questões de física do Enem 2020

As questões de física são sempre temidas em vestibulares e provas importantes, uma vez que existem muitas equações envolvidas e também o raciocínio exigido pode complicar a vida de alguns estudantes. Na prova impressa de física do Enem 2020, podemos afirmar que foi mantido o modelo apresentado no ano anterior, abordando as principais áreas da física e com diferentes graus de dificuldade. Uma variação percebida foi a diminuição da quantidade de questões relacionadas à mecânica, que normalmente são muito cobradas no Enem e demais vestibulares. Com essa diminuição, foi possível notar um aumento das questões de eletricidade e magnetismo, abordando alguns temas que há muito tempo não caíam na prova, como a eletrostática. Apesar destas pequenas variações, o modelo de prova continua o mesmo, sem alterações significativas.

Análise das questões de química do Enem 2020

Da mesma forma que as questões de física, as questões de química do Enem 2020 mantiveram o nível de dificuldade e distribuição das questões. Desta maneira, foram abordadas quase todas as áreas estudadas pelos alunos ao longo do ensino médio, com algumas questões trabalhosas, mas nada de diferente em relação ao ano anterior. É interessante também destacar a interdisciplinaridade de algumas questões de química, que apresentavam grande relação com a área de biologia. A interdisciplinaridade continua como uma das características principais do Enem!

Desta forma, foi possível perceber que não houveram grandes variações nas provas de física e química do Enem 2020. Isso porque o nível de dificuldade continuou semelhante aos anos anteriores e as características das questões foram mantidas. Assim, se preparar para as próximas provas resolvendo as provas antigas do Enem continua sendo uma ótima opção!

Acesse o portal InfoEnem e tenha acesso aos melhores conteúdos e informações sobre o Enem 2020!

Por quê, Porquê, Porque e Por que: aprenda a diferença entre cada um para não errar no Enem!

A língua portuguesa é de fato muito rica e por isso traz um grande número de possibilidades para algumas palavras e isso, às vezes, pode causar dúvidas aos falantes de seu idioma. Uma dessas dúvidas mais comuns está ligada ao uso dos “porquês”. Na fala não há motivo nenhum para preocupação, mas na hora da escrita em norma padrão quase sempre é feita uma consulta para saber a diferença entre um e outro e não fazer feio no texto.
https://infoenem.com.br/por-que-porque-porque-e-por-que-aprenda-a-diferenca-entre-cada-um-para-nao-errar-no-enem/

O que é SiSU?

É o sistema informatizado do MEC por meio do qual instituições públicas de ensino superior (federais e estaduais) oferecem vagas a candidatos participantes do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio).
https://infoenem.com.br/como-funciona-o-sisu/