(Mais) Possibilidades para a Redação do Enem 2020:Maus Tratos a Animais/Tráfico de Silvestres

A primeira edição do Enem 2020 já foi aplicada, mas com toda a situação ímpar que temos vivido, com a prova não poderia ser diferente. Apesar da garantia dos organizadores de que todos os protocolos de saúde seriam seguidos e a prova ocorreria normalmente, a lotação máxima das salas destinadas ao Enem foi desrespeitada e muitos alunos, mesmo com a inscrição confirmada, acabaram não prestando a prova por não terem lugar garantido.

O tema da redação da primeira aplicação foi “O estigma associado às doenças mentais na sociedade brasileira” (e o InfoEnem tratou da possibilidade do tema saúde mental na semana anterior). No entanto, além dos mais de cinquenta por cento de candidatos que não fizeram a primeira prova (seja por abstenção, seja por não ter conseguido espaço para a realização), há também as pessoas privadas de liberdade, que fazem a segunda aplicação juntamente com os candidatos que por algum motivo precisam da segunda prova, que será feita nos dias 23 e 24 de fevereiro de 2021. Além da segunda aplicação, há também o projeto piloto do Enem digital, que será aplicado para 50 mil candidatos nos dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro. Sendo assim, ainda há duas  possibilidades de um dos temas tratados anteriormente na nossa coluna serem usados. Pelas próximas semanas também continuaremos tratando de mais alguns temas possíveis, sendo o primeiro deles a problemática que envolve os animais.

Primeiramente, o número de animais abandonados no Brasil é bastante alto, algo que pode ser observado no dia a dia com todos os gatinhos e cachorrinhos perambulando pelas ruas. Outro abuso bastante comum em relação aos animais é o tráfico de silvestres, também bem simples de ser observado com todas as reportagens e denúncias acerca do assunto. Os índices e informações sobre os dois problemas, portanto, também são bastante acessíveis em fontes de mídia idôneas. A partir dos índices, que estão bem longe de serem baixos e terem soluções eficazes na atualidade, também é interessante trazer para o embasamento da produção quais leis já existem, quais órgãos cuidam da causa animal e qual o papel específico de tais organizações nos casos de abandono e no tráfico de silvestres.

Na construção da argumentação, o trabalho é bastante simples: comprovar a existência do problema apresentando os índices e até mesmo exemplos concretos (seja por observação, seja por menção a reportagens). Na sequência, há mais de uma possibilidade, já que se pode tratar do quanto o abandono e o tráfico de animais é prejudicial em diversos âmbitos, bem como das leis e instituições já existentes que tentam amenizar a problemática, mas afirmando que as ações tomadas até hoje não foram suficientes. Preferencialmente ambos os argumentos devem ser incluídos, de forma detalhada, organizada e coesa.

Após a construção da argumentação e comprovação do triste cenário que temos no país em relação aos animais, é hora de sugerir soluções. As propostas de intervenção, que devem ser bem detalhadas como sempre, podem envolver maior rigidez nas leis e/ou na fiscalização, campanhas de conscientização e investimentos em organizações e instituições governamentais responsáveis. Opte, assim como em qualquer outro tema, por uma sugestão que se relacione mais intimamente com o problema mais ressaltado no texto. Se a menção à fiscalização fraca foi mais intensa, esse pode ser o melhor caminho em termos de coerência para concluir o texto.

O que acharam da possibilidade de tema desta semana? Ele parece mais ou menos provável do que os anteriores dos quais tratamos? Deixem a opinião de vocês nos comentários e até a semana que vem!

Além das postagens sobre os temas de redação toda semana, você pode se preparar ainda mais para a prova de redação do Enem com o curso de redação Nota 1000 do portal InfoEnem! Você fará redações que serão corrigidas no mesmo modelo do Enem, e receberá comentários e dicas da nossa equipe! Clique aqui para saber mais sobre o curso de redação!

Acesse o portal InfoEnem e tenha acesso aos melhores conteúdos e informações sobre o Enem 2020!

Por quê, Porquê, Porque e Por que: aprenda a diferença entre cada um para não errar no Enem!

A língua portuguesa é de fato muito rica e por isso traz um grande número de possibilidades para algumas palavras e isso, às vezes, pode causar dúvidas aos falantes de seu idioma. Uma dessas dúvidas mais comuns está ligada ao uso dos “porquês”. Na fala não há motivo nenhum para preocupação, mas na hora da escrita em norma padrão quase sempre é feita uma consulta para saber a diferença entre um e outro e não fazer feio no texto.
https://infoenem.com.br/por-que-porque-porque-e-por-que-aprenda-a-diferenca-entre-cada-um-para-nao-errar-no-enem/

O que é SiSU?

É o sistema informatizado do MEC por meio do qual instituições públicas de ensino superior (federais e estaduais) oferecem vagas a candidatos participantes do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio).
https://infoenem.com.br/como-funciona-o-sisu/

Sobre o Autor

Vanessa Christine Ramos Reck
Vanessa Christine Ramos Reck

Possui graduação em Letras - Língua Portuguesa pela Universidade Estadual de Campinas(2011). Tem experiência na área de Letras. http://lattes.cnpq.br/6444202678156917